Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Balé Folclórico do Amazonas recebe convidados para bate-papo no Instagram

Em maio, a companhia apresenta o professor José Gomes Nogueira e o músico Ygor Saunier

Neste mês, o projeto “Balé Folclórico do Amazonas Recebe” apresenta um bate-papo virtual sobre folclore brasileiro com convidados, como o professor José Gomes Nogueira e o músico Ygor Saunier. Os encontros on-line acontecem no Instagram da companhia (@bfa.am), sob o comando de Eduardo Amaral e Tércio Macambira.

Segundo Magda Carvalho, assistente de direção do BFA, a companhia lançou a proposta, em abril deste ano, para promover uma troca de experiências com artistas que trabalham com danças folclóricas brasileiras no Amazonas.

“Queremos trazer conteúdo relevante sobre o universo das danças folclóricas para o público que nos acompanha; e propor essa troca de informações com os profissionais da companhia. Também é uma forma de manter as pessoas perto, em um momento em que as apresentações estão suspensas por causa da pandemia de Covid-19”, afirma Magda Carvalho. “As lives nos oferecem um bate-papo cultural repleto de conhecimento sobre o folclore brasileiro, vêm para dar vazão a trabalhos desenvolvidos em Manaus e nos municípios do interior”.

Programação – Nesta quarta-feira (19/05), a partir das 19h, Eduardo Amaral, ensaísta do Balé Folclórico do Amazonas, conversa com o professor José Gomes Nogueira sobre o Jacundá, dança de roda, de origem indígena, popular na Amazônia. Natural de Fordlândia, no Pará, o convidado, com formação em Letras, Literatura Portuguesa e Língua Francesa, é considerado um mestre em Danças Folclóricas em virtude de suas pesquisas.

Na sexta-feira (21/05), às 18h, é a vez do percussionista do BFA, Tércio Macambira, receber o músico Ygor Saunier. Baterista e professor, ele é autor do livro “Tambores da Amazônia”, doutorando em música pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e, atualmente, reside na Itália, onde realiza trabalhos com o Gen Rosso International Performance Arts Group.

Balé Folclórico do Amazonas – Criado em 2001, o BFA integra os Corpos Artísticos do Estado, com a proposta de resgate das danças tipicamente amazonenses. A companhia é referência em danças folclóricas e traz, nos espetáculos, os elementos das culturas tradicionais da região, como os rituais indígenas e o cotidiano dos ribeirinhos.

O repertório conta com espetáculos como “Beiradão”, “Herança Africana”, “Cenas Amazônicas”, “Encantos da Amazônia”, “Ritos Amazônicos”, “Bem do interior”, “Causos de Cunhã” e “Dança do Sol”.

FOTO: Michael Dantas

-publicidade-