Take a fresh look at your lifestyle.

Banana e tambaqui são temas de cursos que a Embrapa Amazônia Ocidental para março

-publicidade-

Com o objetivo de capacitar tecnicamente produtores e técnicos de Assistência e Extensão Rural (Ater), a Embrapa Amazônia Ocidental oferece dois cursos gratuitos durante o mês de março. Os cursos “Sistema de Produção de Banana” e “Cultivo de Tambaqui em Tanque Escavado”, serão realizados nos dias 15 e 28 de março, respectivamente, na sede da Embrapa. As vagas são limitadas e as inscrições já podem ser feitas pelos telefones (92) 3303 7832/ 3303.7901/3303.7836 (SAC) ou pelo e-mail [email protected]

Os dois cursos fazem parte do programa de capacitação que o setor de Transferência de Tecnologia da Embrapa Amazônia Ocidental organizou para o ano de 2018. Voltados para produtores e técnicos da Ater, na programação está prevista a realização de, pelo menos, dois cursos por mês. A programação iniciou em fevereiro com a realização de cursos sobre produção de milho no Amazonas e sobre coleta de solos, análise e interpretação de resultados. Mais informações sobre a programação de cursos podem ser obtidas no site https://www.embrapa.br/amazonia-ocidental.

Ministrado pela pesquisadora Mirza Carla Normando Pereira, o curso sobre bananicultura tem como objetivo orientar técnicos de Ater e agricultores sobre as tecnologias disponíveis para o sistema de produção da banana. A bananicultura representa uma importante e tradicional atividade agrícola no estado do Amazonas, principalmente por ser uma das frutas mais consumidas pelas populações locais. Porém, o estado do Amazonas ainda é um grande importador de bananas para atender a demanda interna, especialmente do município de Manaus. Segundo a pesquisadora da Embrapa, para elevar a produção, é necessário não apenas aumentar a área de cultivo, mas obter produtividades maiores, o que depende da disponibilização e adoção de orientações técnicas atualizadas para o cultivo da banana nas condições regionais.

O tambaqui é um dos peixes mais consumidos no estado, e a cultivo em tanques vem se mostrando uma alternativa econômica para os produtores rurais. O curso, ministrado pelos pesquisadores Antônio Cláudio Uchoa Izel e Roger Crescêncio, vai apresentar as tecnologias disponíveis para o sistema de produção de tambaqui, com o objetivo de subsidiar técnicos e piscicultores com informações que elevem a produtividade do pescado. De acordo com os pesquisadores, a atividade deve ser conduzida de forma profissional, utilizando-se as técnicas corretas desde o recebimento dos alevinos até a despesca e comercialização. Desse modo, a piscicultura bem conduzida torna-se uma opção econômica e altamente rentável, que pode contribuir com o desenvolvimento econômico e social, aumentando a geração de renda no campo e o fornecimento de alimento de qualidade para o mercado consumidor.

-publicidade-