Take a fresh look at your lifestyle.

Bancários e bancos não chegam a acordo e greve continua

-publicidade-

A greve dos bancários chega ao 24º dia nesta quinta-feira (29). E o fim da paralisação parece estar longe. Depois de dois dias de reunião nesta semana, Federação Nacional dos Bancos, Fenaban, e o Comando Nacional dos Bancários não chegaram a um acordo com relação aos reajustes.

Os bancos mantiveram a proposta de sete por cento de reajuste nos salários e abono de três mil e 500 reais neste ano, além do aumento de meio por cento em 2017. Os bancários negaram a proposta e mantiveram a pauta inicial, que inclui reajuste salarial com reposição da inflação de 9,62 por cento mais cinco por cento do aumento real; piso de três mil 940 reais; vales alimentação, refeição e auxílio creche no valor de 880 reais, além de 14º salário.

De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro, mas de 13 mil agências aderiram à greve, o que significa mais de 57 por cento das agências de todo o Brasil.

-publicidade-