Na manhã desta sábado (22), o prefeito de Parintins, Bi Garcia concedeu coletiva de imprensa para explicar aos veículos de comunicação como a cantora Anitta foi contratada para a Festa dos Visitantes 2019. O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), através da 2ª Promotoria de Justiça de Parintins, instaurou Procedimento para apurar a regularidades na contratação da artista. A investigação sobre o show foi instaurada no dia 18 de junho.

Segundo apuração preliminar do MPAM, a Prefeitura pagará R$ 500 mil de cachê à cantora Anitta, embora o valor médio do cachê da artista seja de R$ 200 mil. A grande diferença entre o cachê usual e o da festa parintinense levou o MPAM a investigar o caso. O valor divulgado se mostra desproporcional às finanças do município, pois, por exemplo, supera a arrecadação mensal do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE Parintins), segundo divulgação na Audiência Pública realizada sobre o tema recentemente.

Na coletiva, Bi Garcia disse que que o cachê pago pelo show da cantora Anitta envolve não só a apresentação, como também a logística do descolamento da artista e toda sua equipe do Rio de Janeiro a Parintins. Segundo o prefeito, o valor de R$ 500 mil é oriundo da parceria com o Governo do Estado do Amazonas e iniciativa privada.

“Nós não estamos tirando um centavo da receita municipal. Não temos capacidade para pagar um show da Anitta. Toda a população parintinense e quem participa do Festival de Parintins sabe que o evento tem o seu patrocinador máster, que é o Governo do Estado e a iniciativa privada”, salientou o prefeito Bi Garcia.

Ainda sobre o show da cantora Anitta, Bi Garcia enfatizou que não houve intermediários na sua contratação. O acordo em relação ao show e toda a logística envolvida foi feito diretamente com a empresa da artista.

Maior estrela

“Contratamos a maior estrela da música brasileira hoje e que tem uma divulgação internacional. É uma mulher que está conquistando o mundo. Portanto, para o maior Festival de Parintins, estamos trazendo a melhor artista da música brasileira”, finalizou.