Bolsonaro ameaça partir para o ‘vale tudo’ em conversa com apoiadores

Se jogarem fora das quatro linhas da Constituição, entramos no vale-tudo no Brasil. E no vale-tudo vale tudo”

Por Estadão Conteúdo

Após a decisão do ministro Alexandre de Moraes de abrir inquérito contra dois de seus filhos por suspeita de divulgação de notícias falsas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ameaçou, nesta quinta-feira, 1º, partir para o “vale tudo”. “Abriram inquérito especial para meus dois filhos hoje, o mais velho (senador Flávio Bolsonaro) e o 02 (vereador Carlos Bolsonaro)sobre fake news. Se jogarem fora das quatro linhas da Constituição, entramos no vale-tudo no Brasil. E no vale-tudo vale tudo”, disse em conversa com apoiadores no retorno ao Palácio da Alvorada.

Segundo o presidente, “esse negócio de prender esposa, irmãos e filhos é da ditadura”. Sem citar nomes, afirmou ser alvo de pessoas que “teimam em achar que tem super poderes”. “O outro lado está sendo desmamado.”

Durante a conversa, Bolsonaro voltou a criticar o voto eletrônico e a aventar a possibilidade de fraudes no País, ainda que não tenha apresentado provas. Ele afirmou que pretende apresentar evidências de irregularidades nas eleições presidenciais de 2014 e 2018. “Eu me elegi porque tive muitos votos”, justificou.

Foto: Getty Images

Fonte: Notícias ao Minuto Brasil