Jair Bolsonaro declarou “guerra ao crime organizado”. Nesta segunda-feira (4), o presidente da República enviou uma mensagem ao Congresso Nacional, na qual deixa claro o seu posicionamento sobre o tema.

“O governo brasileiro declara guerra ao crime organizado. Guerra moral, guerra jurídica, guerra de combate. Não temos pena nem medo de criminoso. A eles sejam dadas as garantias da lei e que tais leis sejam mais duras. Nosso governo já está trabalhando nessa direção”, afirmou Bolsonaro.

A mensagem foi entregue pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e depois foi lida na Casa pela primeira-secretária do Congresso, a deputada Soraya Santos (PR-RJ), logo na sessão de abertura do ano legislativo, nesta segunda (4).

Bolsonaro ressaltou que a criminalidade “bateu recordes” por causa do “enfraquecimento” das forças de segurança e de leis “demasiadamente permissivas”.

“Os mais vulneráveis foram os que mais sofreram com a degradação da segurança. Mulheres, crianças, pobres e negros eram objeto de discurso, mas não de políticas consistentes de proteção. Não vamos descansar enquanto o Brasil não for um país mais seguro, em que as pessoas possam viver em paz com suas famílias”, afirmou o presidente da República. Com informações do Minuto ao Minuto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here