Bolsonaro não é liberado para cumprir agenda pública

Presidential candidate Jair Bolsonaro attends a rally in Taguatinga near Brasilia, Brazil September 5, 2018. REUTERS/Adriano Machado

O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, foi avaliado por uma equipe médica nesta quarta-feira (10) e não foi liberado para cumprir agenda de campanha na rua.

O debate entre ele e Fernando Haddad (PT), na TV Band, previsto para essa semana, não deve ser mais realizado. O médico cirurgião Antônio Luiz Macedo, do Hospital Albert Einstein, explicou que o candidato ainda se recupera da cirurgia.

“Esses 15kg que ele perdeu é de massa muscular porque ele é um homem magro. Então, isso tem que ser reposto. Nós precisamos fazer um intensa reposição nutricional e protéica nele para melhorar as condições clinicas e quinta-feira feira ele vai procurar os médicos de novo, e com certeza vamos liberar ele para tudo que for necessário”.

Vamos fazer uma campanha propositiva e demarcar as diferenças entre projetos. Agora, meu adversário precisa participar dos debates. Eu estou disposto a ir até uma enfermaria se for preciso para debater o Brasil. Ninguém pode ser eleito sem apresentar as suas propostas ao povo.

— Fernando Haddad 13 (@Haddad_Fernando) October 10, 2018

O petista Fernando Haddad, adversário de Bolsonaro no segundo turno, se mostrou ansioso para discutir propostas de governo. Após declaração de médicos, o petista disse no Twitter que está disposto a ir até uma enfermaria, se preciso, “para debater”. Segundo Haddad, ninguém pode ser eleito sem apresentar as suas propostas ao povo brasileiro.

Reportagem, Juliana Gonçalves

#Eleições2018