Brasil cria 13,9 mil empresas de tecnologia

Os avanços da ciência continuam visíveis no mercado. Quem trabalha ou consome os produtos de corporações especializadas em high tech deve ficar de olho nas novidades da área.

Com a recuperação dos índices da indústria, bem como a expansão dos setores de telecomunicações e TI, o Brasil criou 13,9 mil empresas de tecnologia em 2017. É um crescimento de 12% em comparação ao ano anterior. Assim, no país existem 195 mil companhias registradas em ramos relacionados. O levantamento é um indicativo do inevitável: as máquinas vieram para ficar.

Os dados são da consultoria Neoway, feitos a partir de informações do CNAE – Cadastro Nacional de Atividades Econômicas. Uma das maiores tendências é a automatização. No caso das operações de chamadas, as ferramentas digitais auxiliam encolhendo custos e adiantando rotinas.

Discadores automáticos, por exemplo, ajudam a otimizar os processos. Com uma URA Ativa é possível programar ligações para o consumidor: ele ouvirá um áudio com uma mensagem ou uma opção de atendimento. “É uma ótima forma de reduzir os gastos e trazer mais agilidade para a organização”, explica Carlos Henrique Mencaci, presidente da Total IP – Soluções e Robôs para Contact Centers.

Atualizar-se é indispensável. Afinal, de acordo com estudo global da Unisys, a falta de modernização adequada é um empecilho para a produtividade. Segundo a pesquisa, quem trabalha em corporações com inovações defasadas têm probabilidade 500% maior de se frustrar e é 600% mais propenso a pensar em desistir do emprego.

“A tecnologia deve ser aliada da competência humana. Entender esse detalhe garante a bem-sucedida adaptação ao mundo dos robôs, além de assegurar melhores resultados no mercado”, finaliza Mencaci.

Serviço: Brasil cria 13,9 mil empresas de tecnologia

Fonte: Carlos Henrique Mencaci – presidente da Total IP