Take a fresh look at your lifestyle.

Brasil mantém o maior juro real do mundo, à frente da Rússia, Argentina e China

-publicidade-

Mesmo com a decisão do Banco Central de cortar 0,25 ponto percentual da Selic, para 14% anuais, o Brasil segue com a taxa de juro real mais alta do mundo, mantendo o custo de crédito ao consumidor elevado. É o que mostra levantamento feito por economista da Infinity Asset Management, que compara a taxa de 40 países. O estudo mostra que o Brasil permanece na liderança com folga, com juro real de 8,49% ao ano. Em 2º lugar está a Rússia, com juro real de 4,27% ao ano. Depois, aparecem pela ordem Colômbia, Argentina, China, México, África do Sul, Índia, Indonésia e Malásia.

CARÍSSIMO

Segundo o economista, para o Brasil sair da 1ª posição do ranking é necessário haver corte de 4,75 ponto percentual na Selic. “Sair da primeira colocação levará bastante tempo. Ter o maior juro real do mundo significa que temos um crédito caríssimo, impactando diretamente o bolso do consumidor”, disse o economista.

-publicidade-