As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Brasileiro é reeleito para vice-presidência da maior entidade do esporte universitário mundial

Luciano Cabral se reelegeu como presidente da FISU - International University Sports Federation. Alagoano também é presidente da Confederação Brasileira do Desporto Universitário

Com aproximadamente 80% dos votos, o brasileiro Luciano Cabral foi reeleito vice-presidente da FISU (International University Sports Federation) – entidade máxima do esporte universitário mundial – neste fim de semana em Turim, na Itália. Este é o quarto mandato de Cabral, que também é presidente da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), entidade máxima no Brasil.

A eleição aconteceu no sábado (18), durante a 36ª Assembleia Geral da Federação, e contou com a presença de 124 países. Também estiveram presentes Alim Mauf, presidente da FISU América, e Lucas Romariz, como delegado do Brasil.

No total, foram escolhidos 4 vice-presidente entre 10 candidatos. Além do brasileiro, também foram eleitos Marian Dymalski, da Polônia, Peninnah Kabenge, da Uganda, e Shen Zhen, da China.

Os VPs terão atribuições específicas definidas posteriormente conforme perfil e interesse de cada. O novo mandato inicia-se automaticamente e vai até dezembro de 2023.

“Estou muito feliz por ter sido reeleito com tantos votos. Isso demonstra a confiança e credibilidade que conquistamos ao longo dos anos. Essa reeleição reflete também o quanto a CBDU e o Brasil representam no cenário esportivo universitário mundial”, conta Cabral.

Segundo o brasileiro, um fato marcante foi a união de todos os países do continente americano em apoio à sua candidatura, fruto de um trabalho iniciado há anos e que hoje se traduz em uma FISU América forte e consolidada.

“Para esse próximo mandato espero poder retribuir com iniciativas e projetos que ampliem o alcance do esporte universitário em todo o mundo e implementar inovações que aproximem os jovens ao mundo FISU”, completa.

Importância da eleição para o Brasil

O Brasil passou por uma fase difícil há alguns anos, onde se encontrava desacreditado no cenário internacional. Além de uma dívida enorme, a imagem do esporte universitário brasileiro estava desgastada perante o resto do mundo e a própria FISU.

Ao ser eleito vice-presidente da FISU pela primeira vez, foi iniciado um trabalho de reconstrução da imagem do esporte universitário brasileiro e, apesar das dificuldades, foi possível superar e reafirmar o trabalho sério e pleno desenvolvido pela CBDU.

Esse trabalho gera reflexos diretos no Brasil e amplia a capacidade de atuação das entidades envolvidas no movimento universitário, além de permitir com que o Brasil sedie os principais eventos e, por consequência, tenham bons resultados internacionais.

Títulos internacionais em 2019

Um ótimo exemplo do crescimento do esporte universitário brasileiro foram os resultados conquistados na Universíade de Napoli, segundo maior evento poliesportivo do mundo.

Em 2019, o Brasil ficou na 13ª colocação geral, conquistando 17 medalhas – 5 ouros, 3 pratas e 9 bronzes.

O Brasil também conquistou o Pan Americano Universitário, em agosto, e o Mundial de 3×3, em novembro.

A CBDU agradece ao Comitê Olímpico Brasileiro, Governo do Brasil – Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania e a FISU América que endossaram e enviaram cartas de apoio à candidatura.

você pode gostar também