© Reuters / Adriano Machado

Os bombeiros militares de Minas Gerais que fazem parte das operações de resgate em Brumadinho após o rompimento da barragem da Vale na última sexta-feira (25), estão trabalhando com os salários atrasados.

De acordo com a ‘Veja’, os pagamentos de todos os funcionários públicos vem sendo parcelados desde 2016, quando o estado declarou calamidade financeira.

O pagamento do 13° salário do ano passado foi adiado e o valor será depositado em 11 parcelas. Com infomações do Minuto ao Minuto.