As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Caixa Econômica impede fiscalização do Procon em Manaus

Gov Agricultura

Empregado recusou autenticação em senha que comprovaria tempo de espera

Fiscais do Programa Estadual de Proteção e Orientação ao Consumidor (Procon-AM) foram impedidos de realizar, na manhã desta segunda-feira (27/08), fiscalização de rotina na agência Teatro Amazonas da Caixa Econômica Federal, no bairro Centro, zona sul de Manaus.

A operação visa atestar o cumprimento da Lei Estadual Nº 139/2013 (lei da fila), que estipula o tempo máximo de espera para atendimento nos guichês de caixa. No ato da ação fiscalizatória o funcionário no caixa recusou-se a entregar a senha autenticada, do cliente em atendimento, para fins de comprovação do tempo de espera. Após, exaltou-se e desacatou os fiscais, alegando que os mesmos estavam atrapalhando o atendimento e não tinham o direito de ali permanecerem.

O fiscal do Procon/AM, Matheus Bustos, confirma o ocorrido. “Estávamos em procedimento de rotina, solicitando o que é de direito de todos os consumidores, quando o funcionário do banco começou a questionar a atuação do Procon e ofendeu os fiscais. Em seguida apresentaram uma senha preenchida a mão, com duas numerações diferentes e informações incompletas, com a intenção de confundir o cliente e a fiscalização”, afirmou.

Ainda segundo os fiscais, o empregado não quis se identificar e o gerente da agência também se recusou a informar o nome do empregado envolvido.

O banco foi autuado pelo descumprimento da Lei Estadual Nº 139/2013 em seu artigo 2º, que especifica como deve ser feito o controle do tempo de atendimento. Como a agência é reincidente, a multa pode ser majorada e chegar a R$ 150 mil.

O Procon acionou a Delegacia Especializada Em Proteção ao Consumidor (Decon) e o setor jurídico analisa a possibilidade de registro de ocorrência contra a Caixa Econômica por desacato.

O Procon/AM disponibiliza dois canais para denúncias, que são recebidas pelo telefone 0800 092 1512 e pelo e-mail [email protected]

FOTO: DIVULGAÇÃO/PROCON-AM

você pode gostar também