Caminhão é apreendido com cerca de 300 quilos de pasta-base de cocaína avaliados em R$ 3 milhões no Porto de Manaus

Um caminhão baú carregado de melancia vindo de Boa Vista (RR) foi apreendido na tarde desta sexta-feira (26/10), na Manaus Moderna, no Centro, zona sul, com cerca de 300 quilos de pasta-base de cocaína. O material avaliado em R$ 3 milhões foi interceptado pela Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (SEAI) e é resultado de investigações sobre rotas do narcotráfico e tráfico de armas entre Venezuela, Roraima e Amazonas.

O caminhoneiro mato-grossense Eueter Cardoso de Oliveira, 37, que foi preso transportando o material, receberia R$ 300 mil pelo trabalho, conforme as investigações. A carga de entorpecentes tinha como destino final Estados do Nordeste e também São Paulo.

“Essa rota Venezuela-Roraima-Manaus já estava sendo investigada pela Inteligência devido a muitas denúncias de tráfico de armas. Sabemos que onde tem armas, tem drogas e, agora, a investigação vai esclarecer quem está por trás desse carregamento e para onde ele iria de fato”, disse o secretário de Segurança Pública, coronel Amadeu Soares.

Toda a droga apreendida nesta sexta estava escondida em um fundo falso do caminhão, embaixo do carregamento de melancias, que estava sendo entregue na Manaus Moderna, segundo o secretário de Inteligência, Herbert Lopes. “Provavelmente o suspeito fez o transporte de drogas nessa rota algumas vezes. O caminhão que ele utilizava é preparado para receber o entorpecente, dissimulando em um compartimento para que chegue ao destino final”, afirmou.

Investigações – As drogas são originárias da Venezuela e foram entregues a Eueter no Estado de Roraima. O material entorpecente também estava recoberto por camadas de graxas, uma estratégia para tentar dificultar a identificação por cães farejadores, avaliam os investigadores. Os policiais conseguiram encontrar o material ilícito com ajuda do cão Zeus, da Secretaria de Inteligência.

Com o aperto da Operação Banzeiro nas rotas fluviais, as organizações criminosas têm buscado alternativas para o transporte dos carregamentos de entorpecentes, destaca Lopes. No caso do material apreendido nesta sexta-feira, ele chegou a Manaus por estrada e sairia da capital amazonense em uma balsa com destino a Porto Velho (RO).

“O próprio Eueter iria levar a droga para fora de Manaus e, agora, estamos investigando as demais pessoas envolvidas neste crime”, disse Herbert.

A prisão é resultado dos trabalhos de investigações da SEAI, o braço investigativo da SSP-AM, e contou com a participação do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) e Coordenadoria e Recursos Especiais (Core), ambos da Polícia Civil do Amazonas. Eueter foi preso em flagrante por tráfico de drogas e será indiciado pelo crime.