Candidato ao governo Wilson Lima assume compromissos com policiais e recebe apoio da categoria

Em encontro com servidores da Polícia Civil do Amazonas, o candidato ao governo pela coligação “Transformação por um Novo Amazonas”, Wilson Lima (PSC), e o candidato a vice-governador Carlos Almeida (PRTB), firmaram compromissos em relação a reivindicações importantes da categoria e receberam apoio dos servidores presentes.

Na mesa, o cumprimento do escalonamento dos servidores, a promoção de um novo concurso público para as polícias, a criação de um hotel de trânsito para uso de policiais civis e militares na capital e, por fim, a reestruturação do aparelho policial do estado no combate ao crime.

“O último concurso da Polícia Civil aconteceu em 2009. Uma das minhas primeiras providências vai ser convocar concurso para as forças de segurança, Civil e Militar, e quem for aprovado vai ser chamado. Também vamos cumprir efetivamente as parcelas no escalonamento, colocando gradativamente as promoções dos policiais em dia, e criar um Hotel de Trânsito para uso de policiais civis e militares”, completou o candidato, que prometeu ainda investir na reestruturação de unidades policiais comprar DIPs e CICOMs, que estão com estrutura deficitária.

Celebrado pelos servidores e familiares presentes, o candidato do 20 consolidou o apoio oficial da categoria por meio das palavras do presidente do Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil do Estado do Amazonas (Sinpol), Moacir Maia. “Eu acredito que numa democracia tem que haver alternância de poder. O Amazonas merece um governo novo. Por isso, nós apoiamos o Wilson Lima”, declarou Maia, que falou ainda da importância de se haver uma política de estado para a segurança pública, e não meramente de governo (temporária).

O defensor público Carlos Almeida defendeu o cumprimento dos reajustes e promoções da categoria em conformidade com a lei. Ressaltou ainda que as políticas públicas devem superar as questões partidárias e que governo priorize os interesses dos servidores e da população. “Nós temos que ter uma política que atravesse governos e que possa não só promover segurança para a nossa população, como também estabilidade e decência no tratamento dos servidores da segurança pública”, declarou.

O encontro também teve a participação do candidato a senador, Luiz Castro (REDE), que também falou aos presentes. “Nós já sabemos o que temos, e não queremos continuar. Queremos mudança profunda. E para isso, precisamos da independência dos “velhos caciques” da política amazonense e seus grupos. A candidatura do 20 é a esperança de colocar uma página nova, de colocar em primeiro lugar a população e não pequenos grupos com interesses próprios, falou o candidato ao senado com o número 180.