Candidatos classificados no Bolsa Universidade têm até sábado para a entrega dos documentos

Os 6.493 candidatos classificados para o Programa Bolsa Universidade 2015, da Prefeitura de Manaus, têm até sábado, dia 17, para a entrega da documentação exigida e a garantia da vaga.

O prazo começou nesta quinta-feira, dia 15. Quem não apresentar a documentação, vai estar automaticamente eliminado do processo.

O programa concede bolsas de estudo integrais e parciais de 75% e 50%, em cursos de nível superior, em instituições parceiras.

A Escola de Serviço Público Municipal (Espi), é um órgão vinculado à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), e responsável pela coordenação do Bolsa Universidade.

A documentação exigida no edital do programa deve ser entregue na sede da Espi, na avenida Professor Nilton Lins, n° 3259, Bloco D, Parque das Laranjeiras, zona Centro-Sul. Nesta quinta, dia 15, e sexta-feira, dia 16, o horário de atendimento é de 8h às 19h. No sábado, dia 17, é de 8h às 14h.

Os candidatos classificados devem ficar atentos aos prazos, pois somente com a entrega dos documentos tem a garantia da vaga. Caso contrário, a vaga é colocada à disposição, no sistema, e o candidato é eliminado do processo.

As pessoas que ficaram na lista de reserva devem aguardar o anúncio do período de remanejamento, quando vai ser possível optar por um curso diferente ou outra instituição de ensino.

Para concorrer às vagas para 2015, a Espi registrou a inscrição de 51.711 pessoas. Em 2014, o número de inscritos foi de 38.620 mil candidatos.

Os candidatos devem apresentar os documentos de identificação e comprovante de renda de todos os membros da família declarados no ato da inscrição (CPF e RG para maiores de idade, Certidão de Nascimento para menores). Também devem levar o comprovante de residência.

O candidato precisa apresentar, ainda, a Declaração de Renda Familiar. Este documento pode ser impresso direto do Portal do Candidato, no site bolsauniversidade.manaus.am.gov.br. Nessa declaração, deve ter especificada a renda de todos que residem no mesmo domicílio, conforme atividade exercida pelos moradores.

Os estudantes de primeiro período, precisam levar o comprovante de aprovação em vestibular para o ano letivo de 2015. Já os alunos que irão cursar a partir do segundo período, devem entregar declaração ou documento que comprove vínculo com a instituição de ensino. A declaração precisa ter sido expedida em data não superior a 90 dias.

O Programa Bolsa Universidade prevê cota de 5% das vagas para pessoas com deficiência. Nesse caso, os candidatos, no ato da entrega dos documentos, devem apresentar, também, um laudo médico com o CID (Código Internacional da Doença), emitido por uma Junta Médica Oficial – original ou cópia autenticada. O Bolsa Universidade também reserva 2% das vagas para os idosos com idade a partir de 60 anos.