Amazonas Notícias

Cantoras amazonenses lançam show temático neste fim de semana no Teatro Amazonas

O “Desafio das Cores” entre o azul e o vermelho acontece neste final de semana. Lucilene Castro representará o azul e a cantora Márcia Siqueira defende o vermelho. O duelo será no palco do Teatro Amazonas (Largo de São Sebastião), nos dias 19 e 20 de agosto.

O show tem início às 20 h (sábado) e às 19h (domingo). Os ingressos já estão disponíveis na bilheteria do Teatro Amazonas com preços populares (R$ 20) para todos os pavimentos.

No repertório, Lucilene e Márcia interpretarão composições como, ‘Mãe Natureza’, ‘Misterioso Kuraca’ e ‘Amazônia, Nas Cores do Brasil’, músicas do bumbá Caprichoso, e ‘Magia da Toada’, ‘No Compasso da Emoção’ e ‘Festa do Povo Vermelho’, do Garantido.

Acompanhadas pelos músicos: Sérvio Túlio (contrabaixo), Neil Armistrong (violão), Armistrong Júnior (charango), Knisson Ribeiro e Arlen Barbosa que dividem a percussão, e Aécio Bezerra (sax/flauta) que assina a direção musical.

A direção artística e a cenografia são assinadas pelo ator Francis Madson e Soufflé de Bodó Company, enquanto a produção executiva será de Mari Vilhena. O show terá a iluminação criada especialmente por Ricardo Risuenho. Lucilene e Márcia recebem o make-up do Maison Luh, assinados por Emerson Pinto e Rodrigo Paes, que combinarão com acessórios criados pelo estilista Wernher Botelho e assessoria de imprensa da On Assessoria, fotografia do Estúdio Foto Nascimento e designer gráfico da Agência nas Nuvens.

Trajetórias

Lucilene Castro e Márcia Siqueira têm carreiras consolidadas na cidade. Mas vez e outra elas se encontram no palco. Elas já participaram de diversos projetos como, “Caia Na Gandaia”, “Mas Podem Me Chamar de Chico” e o mais recente o CD e DVD “Elas Cantam Samba”.

Mas suas trajetórias são bem parecidas na música amazonense. Márcia Siqueira, por exemplo, passeia com facilidade nas toadas e é conhecida como a Rosa Vermelha do boi bumbá Garantido. Em sua carreira soma mais de 35 anos no palco e quatro discos gravados, sendo o seu mais recente chamado de Ritual.

Enquanto Lucilene Castro foi a primeira cantora a gravar um CD inteiro somente com toadas de boi-bumbá – o primeiro de sua carreira e também a primeira mulher a cantar no Bumbodrómo de Parintins. Ela possui mais de 20 anos na estrada, já se apresentou em diversas cidades brasileiras e no exterior e é uma das mais atuantes artistas amazonenses, tendo participado de vários projetos de sucesso na cidade. Entre eles: “Maria, Maria”; “Mas podem me chamar de Chico”; “Elas cantam Samba”, este último com a gravação do CD/DVD.

A bilheteria do Teatro funciona de terça a sábado das 9h às 17 e a noite em dias de exibição de espetáculos. Outras informações podem ser obtidas pelos fones (92) 3232-1768 ou 99277-3341.

CRÉDITO DA FOTO: ESTÚDIO FOTO NASCIMENTO

Relacioandos