Take a fresh look at your lifestyle.

Capacitações da Prefeitura para envelhecimento saudável envolvem mais de 180 idosos em março

-publicidade-

Sair de casa, fazer novos amigos e construir novos conhecimentos, aliados a saúde e bem-estar, foi o motivo pelo qual a professora aposentada Nancy Santiago, 65, optou por participar das atividades de zumba, que tiveram início nesta terça-feira, 19/3, na sede da Manaus Previdência, Chapada, zona Centro-Sul.

Nancy é uma dos 184 idosos que participam, em março, de ações promovidas pela Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), por meio da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), voltadas especificamente para aposentados em parceria com a Manaus Previdência e para frequentadores do Parque Municipal do Idoso (PMI), em parceria com a Fundação Doutor Thomas (FDT).

O secretário de Administração, Planejamento e Gestão, Lucas Bandiera, destaca que as ações fazem parte dos projetos balizados pelo planejamento estratégico Manaus 2030. “Seguindo as orientações do prefeito Arthur Neto, a Semad tem ações em capacitação e em saúde voltadas à valorização das pessoas, e esses cursos buscam o desenvolvimento e o bem-estar para a população idosa da cidade”, observa.

No Parque do Idoso, nesta segunda-feira, 18, começaram as aulas do curso “Pilates para a terceira idade”, e nesta terça-feira, “Exercitando a Memória”. Já na Manaus Previdência, aposentados participam, a partir desta terça, do curso de “Dança para a terceira idade: zumba”.

A diretora-presidente da Manaus Previdência, Daniela Benayon, destaca que a parceria com a Espi/Semad vem contribuindo para o envelhecimento saudável dos aposentados dos quadros da Prefeitura de Manaus. “Esses cursos são fundamentais para os nossos segurados à medida que faz com que se movimentem, saiam de casa, de sua zona de conforto, se relacionem com outras pessoas, façam novas amizades e tenham a oportunidade de manter a forma da mente e do corpo”, frisa.

Para Nancy, aposentada há nove anos e frequentadora assídua das capacitações na Manaus Previdência, a dança contribui para manter o corpo em movimento. “Na aposentadoria, o desafio é não parar. Por isso procuro participar de várias atividades, como artesanato, dança, idiomas, palestras”, conta.

Já a frequentadora do Parque do Idoso Iracema dos Santos, 80, conta que optou pelo curso “Exercitando a Memória” e que as atividades a ajudam a vencer a depressão. “Com essa doença, a gente perde a memória, a gente perde tudo. Saindo de casa, evito ficar sozinha”, declara.

Até o final de 2019, estão previstos 25 cursos para o público, por meio dos Programas “Qualidade de Vida na Aposentadoria” e “Formação do Cuidador e Apoio ao Idoso”. A programação anual completa de cursos da Espi/Semad será lançada em abril.

— — —

Texto: Hariele Quara / Semad

Fotos: Louise Batista / Semad

-publicidade-