Durante a época de folia e diversão, infectologista chama atenção para alguns cuidados com a saúde
O carnaval brasileiro movimenta todo o país e cada região tem suas festas típicas, que podem anteceder a semana ou até continuar na quarta-feira de cinzas. Portanto, o ideal é estar preparado para aproveitar essa maratona com alguns cuidados com a saúde.

O primeiro passo é estar com as vacinas em dia. Nessa época do ano, os turistas lotam o país e a transmissão de doenças em locais de aglomeração se torna ainda mais fácil.

Segundo o infectologista e assessor médico do Laboratório Sabin, Alexandre Cunha, umas das doenças mais comuns durante esta época é a mononucleose. Conhecida como Doença do Beijo, a infecção viral acomete principalmente adolescentes e adultos jovens, entre 15 e 25 anos. Entre os sintomas estão febre, dor de garganta e aumento de linfonodos (popularmente conhecidos como gânglios ou ínguas) na região do pescoço. “A mononucleose tem como principal transmissor a saliva. Mas, o vírus não é transmitido apenas pelo beijo. Pode ser encontrado em copos mal lavados ou ao dividir canudos”, explica o especialista.

Um cuidado essencial recomendado pelo especialista é o uso da camisinha.“O uso do preservativo é a forma mais eficaz na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. Durante o carnaval temos altos índices de contágio de doenças como HIV, herpes genital, sífilis, HPV, hepatite B e gonorreia”, afirma Cunha.

Outra dica importante é a hidratação. Isto porque a perda de água através da transpiração é muito intensa e, além disso, o aumento do consumo de bebidas é significativo. Todo cuidado é necessário, principalmente em época de Carnaval, quando todo mundo só quer se divertir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here