Amazonas Notícias

Carnaval: Prefeitura de Manaus realiza fiscalização contra a exploração infantil durante festividades do fim de semana

Carnaval de Manaus

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), iniciou, neste sábado, 11/2, uma campanha de fiscalização e combate à exploração sexual de crianças e adolescentes durante a realização das tradicionais bandas, blocos e festas de Carnaval da cidade.

Neste primeiro dia de festa, as equipes de fiscalização se concentraram na tradicional banda da Bica, realizada na rua 10 de Julho, e na banda da Difusora, na avenida Eduardo Ribeiro, ambas no Centro.

“A Prefeitura de Manaus e todos os seus parceiros estão empenhados neste primeiro Carnaval, após a pandemia, a atuar no combate à exploração sexual e ao trabalho infantil no município. Nosso trabalho aqui é conscientizar e sensibilizar a população quanto a presença de crianças no ambiente, o uso indevido de substâncias químicas perto dessas crianças por parte dos pais ou responsáveis e, principalmente, para pedir à população que não estimule a doação de esmolas ou brindes para crianças nesse espaço”, explicou a assistente social da Subsecretaria de Políticas Afirmativas Para Mulheres e Direitos Humanos, Mirella Lauschner.

No domingo, 12/2, as equipes acompanharão a banda do Boulevard, na avenida Álvaro Maia, zona Centro-Sul de Manaus. Assim como no primeiro dia, a ação ocorrerá durante toda a realização da festa, a partir das 16h.

De acordo com a diretora do Departamento de Proteção Social Básica, Jucimaria Menezes, o principal objetivo a ser cumprido durante este fim de semana é garantir a distância de crianças e adolescentes de situações que ofereçam quaisquer riscos sociais a que esse público pode ser exposto. “Estaremos nos principais pontos carnavalescos justamente para conversar com a população e mostrar que é dever de todos olhar e proteger nossas crianças”, reforçou.

A ação de fiscalização busca garantir o cumprimento das normas e regras para a participação adequada de crianças e adolescentes em eventos carnavalescos no Estado do Amazonas divulgadas pelo Juizado da Infância e Juventude Infracional na última quarta-feira, 8/2.

De acordo com a publicação, crianças de 5 a 12 anos poderão participar de bailes infantojuvenis, desde que acompanhadas dos responsáveis. Já os adolescentes com idades entre 12 e 15 anos, poderão participar dos blocos de rua, também desde que acompanhados dos responsáveis e ambos portando identificação.

Pai de dois filhos e amante antigo da folia de carnaval, Raymer Andrade, 42, levou o filho mais velho, de 16 anos, para que pudessem aproveitar juntos a banda da Bica. “É uma festa muito legal e a gente vem todo ano junto, desde que ele era mais novo mesmo, mas a gente sabe que, depois de certo horário, acaba virando um ambiente perigoso para os mais novos. Quando a gente vira pai, o pensamento muda e percebemos que são ações como essa que ajudam a cidade a se tornar menos violenta e abusiva”, concluiu.

Para denúncias, a população pode ligar para o contato do Disque-Denúncia da secretaria, a partir dos números 0800 092 1407 e 0800 092 6644, ou ainda pelo Disque 100, serviço nacional.

Texto – Guilherme Araújo Pacheco / Semasc
Foto – Marcely Gomes / Semasc

Relacioandos