As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Cartão passafácil pode ser a saída para a redução de assaltos

Buscando reduzir o número de assaltos no transporte coletivo de Manaus, o Sindicato das Empresas de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), orienta os usuários a fazerem uso dos cartões passafácil ao invés do dinheiro. De janeiro à abril de 2015 foram registrados 584 assaltos, um prejuízo de mais de R$ 156 mil reais às dez empresas que atuam no sistema.
Além da segurança em não transportar dinheiro e reduzir a quantidade de dinheiro no caixa do cobrador dentro do ônibus, com os cartões passafácil, o usuário tem direito a integração temporal em um intervalo de até duas horas, desde que não utilize um ônibus da mesma linha.

“O Sinetram está sempre buscando alternativas para evitar prejuízos tanto para as empresas, quanto para os usuários. Nos últimos meses vimos o crescimento do número de assalto no transporte coletivo de Manaus. Uma das saídas para redução desse tipo de crime é o usuário usar os cartões passafácil. Temos experiências de outras cidades que conseguiram reduzir os assaltos com esse tipo de ferramenta”, explica o advogado do Sinetram, Fernando Borges.

Durante entrevista em uma rádio da cidade na manhã desta segunda-feira (1), o titular da Superintendência Municipal dos Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho, ressaltou os benefícios que os usuários tem quando adquirem os cartões passafácil.

“Na maioria das cidades do país as pessoas não pagam mais passagem de ônibus em dinheiro, Manaus resiste a isso. Dinheiro nos ônibus incentiva assaltos. Boa parte da população já utiliza os cartões do vale-transporte e passe estudantil, muita gente resiste a migrar para o cartão, mas ele é importantíssimo. Pense que você pode integrar em qualquer ponto da cidade, isso facilita e você ganha tempo”, explica Carvalho.

Compra pela internet

Outras facilidades que o usuário pode ter usando o cartão passafácil é a compra de créditos pela internet, sem ir até um dos postos de atendimento do Sinetram. Basta o ele fazer o cadastro no site do Sinetram. Além disso, o passageiro pode fazer a atualização dos créditos dentro dos coletivos, através do sistema de carga embarcada que todos os ônibus possuem.

Para retirar a primeira via do cartão, o usuário precisa ir à um dos postos de atendimento do Sinetram, apresentar RG e CPF, sem pagar nada. A partir da segunda via é cobrado R$ 15.

você pode gostar também