As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Casal de alta periculosidade que já participou de três homicídios em Manaus é preso

O 30° Distrito Integrado de Polícia (DIP) deflagrou, ao longo do último fim de semana, a operação ‘Into The Night’ (‘Noite Adentro’), que resultou na prisão de Raimundo Joilson Santos Azevedo Júnior, 38 anos, conhecido como ‘Joia’, e Ana Paula da Silva Ferreira, 34, cumprindo mandado de prisão temporária. O casal está sendo investigado pela participação em três homicídios ocorridos neste ano, na capital.

Os policiais civis conseguiram interceptar o casal na tarde de domingo (31/05), por volta das 14h, em uma residência, na rua 46, conjunto Mutirão, bairro Novo Aleixo, zona norte da cidade. As ordens judiciais em nome dos indivíduos foram expedidas no dia 21 de maio deste ano, pela juíza Lina Marie Cabral, da Central de Inquéritos.

Investigação – Conforme o titular do 30º DIP, as investigações em torno do casal iniciaram em março deste ano, quando uma pessoa foi encontrada morta no ramal do Brasileirinho, bairro Jorge Teixeira, zona leste da cidade, com sinais de morte violenta. De acordo com Mozer, no dia 11 de março, ‘Joia’ matou Francisco Elenilson da Silva Enes, conhecido como ‘Nonô’, porque a vítima sabia que o infrator havia assassinado uma pessoa.

“’Nonô’ acabou por descobrir que ‘Joia’ possuía um antecedente criminal grave, um homicídio ocorrido no dia quatro de janeiro deste ano, onde foi morta uma pessoa identificada como Charlle Gomes da Fonseca, inclusive com filmagens, onde flagrou a execução da vítima. Então, ‘Nonô’ começou ameaçar e a dizer a ‘Joia’ que iria contar os fatos para a polícia, pois ‘Joia’ havia, sem autorização de ‘Nonô’, vendido a moto dele e a vítima queria a moto de volta”, explicou o titular do 30º DIP.

Após o crime, em posse do carro da vítima, o infrator colocou o veículo à venda em um site de compra e venda de produtos. Três dias após o assassinato de ‘Nonô’, o infrator já tinha negociado o veículo para Luiz Fernando Maia Malheiros, que tinha 21 anos. No dia 19 de março deste ano, a vítima e mais um jovem de 24 anos foram ao encontro de Raimundo Joílson com o intuito de fechar proposta de transferência de propriedade do carro.

Ao chegarem no ramal do Brasileirinho, os jovens foram surpreendidos por ‘Joia’, que entrou no veículo portando uma pistola e uma faca, ordenando que o condutor saísse com o veículo e, posteriormente, a uma determinada distância, ele efetuou um disparo que atingiu o pescoço de Luiz Fernando.

“O indivíduo exigiu que o condutor continuasse dirigindo e ao chegarem a uma via, sem saída, ele determinou que retornasse com o carro e empurrasse Luiz Fernando para fora do veículo, instante em que a testemunha aproveitou o descuido do infrator e fugiu correndo, deixando o automóvel para trás. Luiz Fernando foi, ainda, socorrido, mas após duas semanas internado não resistiu ao ferimento e morreu”, disse Mozer.

O delegado-geral adjunto da Polícia Civil do Amazonas, Tarson Yuri Soares, destacou a integração das forças de segurança nas ações policiais. “As forças policiais unidas são, de fato, mais fortes, então, o esforço que vem sendo desenvolvido pela Secretaria de Segurança Pública do Estado, integrando a Polícia Civil, Polícia Militar, Detran, Corpo de Bombeiros, é justamente para que, com a união de esforços, possamos alcançar melhores resultados em nossas ações”, pontuou Soares.

Procedimentos – Raimundo Joilson foi indiciado pelo envolvimento nos três homicídios. Já Ana Paula foi indiciada pela participação nos homicídios de Charlle e Luiz Fernando. Ao término dos trâmites no 30º DIP, o casal será levado para Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.

Foto: Alailson Santos/ PC – AM