Carlos Alexandre da Silva Azevedo e Emily Marinho Matos foram presos por tráfico de drogas e associação para o tráfico

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe “Guardião”, lotada no gabinete do delegado-geral, Francisco Sobrinho, prendeu, em flagrante, ao longo desta semana, Jonatha Miranda do Nascimento, 21, por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, e o casal Carlos Alexandre da Silva Azevedo, 19, e Emily Marinho Matos, 18, por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

De acordo com o delegado Henrique Brasil, coordenador do projeto “Caravana da Cidadania nas Escolas e Comunidades”, idealizado por Francisco Sobrinho, Jonatha foi preso pela equipe “Guardião” na manhã da última quarta-feira, dia 16, por volta das 11h, na Rua da Fé, invasão União da Vitória, bairro Jorge Teixeira, zona Leste da capital.

“Chegamos até ele após recebermos denúncia anônima informando que um indivíduo estaria realizando roubos nas proximidades de escolas da rede pública na zona Leste da cidade. Passamos a monitorar a área e quando identificamos um jovem com as mesmas características informadas decidimos efetuar a abordagem. Com Jonatha encontramos um revólver calibre 22 contendo quatro munições não deflagradas e numeração suprimida”, disse Brasil.

Jonatha foi conduzido ao 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foi autuado em porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Ao término dos procedimentos cabíveis será levado para Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Tráfico de drogas

Ontem, por volta das 13h, Carlos Alexandre e Emily foram presos em flagrante, na Rua Francisco Orellana, bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste da capital. Conforme o delegado Henrique Brasil, os policiais civis chegaram até o casal após receberem denúncias, informando que seria feita uma entrega de drogas perto de uma escola estadual localizada na zona Oeste da cidade.

“A equipe “Guardião” foi deslocada ao lugar indicado e avistou o casal conversando, em posse de uma sacola suspeita. Durante revista encontraram no interior do objeto 250 gramas de maconha do tipo skunk. Carlos Alexandre e Emily foram conduzidos ao 10º DIP, onde confessaram a prática criminosa. Eles foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico”, explicou Henrique Brasil.

Após os trâmites legais na delegacia Emily foi conduzida ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF) e Carlos Alexandre encaminhado ao CDPM.