Casal homenageia parentes durante o mutirão “Vacina Amazonas”

“Eu estou aqui por ela”, relata Willian Barroso, que perdeu a mãe para a Covid-19, no início da pandemia no estado. Ele é um dos 45,4 mil vacinados pelo mutirão “Vacina Amazonas” desta quarta-feira (30/06), no drive-thru da Arena da Amazônia. “Se ela tivesse resistido, seria uma das primeiras a se vacinar, e hoje é uma homenagem a ela”, completou ao dedicar o momento à mãe.

Juntos há 16 anos, ele e a esposa se emocionam, em poder participar da vacinação, e mostram um cartaz que apresenta algumas das pessoas que perderam.

“É muito emocionante para nós estarmos aqui, agora, fazendo parte desse momento depois de perder tantos familiares, tantas pessoas importantes na nossa vida. É só gratidão a Deus mesmo pela oportunidade de estarmos bem, apesar de todas as coisas ruins que passamos”, disse a esposa de Willian, muito emocionada, Glaucya Quacken.

Vacinação – Arena da Amazônia, Sambódromo e Vasco Vasques seguem recebendo a população a partir de 27 anos para vacinação contra a Covid-19. No Sambódromo, o mutirão iniciou às 9h de terça-feira e segue até as 18h de quarta-feira, com 33 horas de vacinação sem intervalos. O Vasco Vasques, assim como a Arena da Amazônia, começou a atender a população às 18h de terça e segue até as 18h de quarta-feira. Os postos da Prefeitura de Manaus funcionam no horário habitual.

A população a partir de 27 anos que for a um dos pontos de vacinação deve apresentar, obrigatoriamente, documento original com foto, CPF, e comprovante de residência (original e cópia).

FOTO: Beatriz Fonseca/SES-AM