Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Caso Ana Beatriz: Sem provas, delegado libera dois citados no estupro e morte da criança de 5 anos

Polícia Civil não tem elementos para envolver os dois citados na rapto, estupro e morte da criança indígena

Dois suspeitos de envolvimento no estupro e morte de Ana Beatriz, criança indígena de 5 anos, foram soltos. O  delegado de polícia de Barreirinha, Enéas Gonçalves, esclarece que os dois homens, Adnilson Lira de Souza, 42 anos, e Jonilson Ferreira Barbosa, 30 anos, foram liberados por falta de provas.

A dupla foi detida pela polícia, após citados por uma testemunha, como participantes do crime que ocorreu no domingo (22) na aldeia Nova Vida, Área Indígena do município de Barreirinha, distante 330 quilômetros de Manaus. A criança foi raptada por volta das 2h da madrugada, enquanto a mãe dormia. Sendo encontrada morta e com sinais de estupro.

Para o delegado Enéas Gonçalves os dois homens foram citados pelo menor infrator, no intuito de ele querer dividir a culpa, temendo um possível linchamento por parte de populares da localidade.

Enéas Gonçalves enfatizou ainda que os dois homens foram citados pelo menor infrator no intuito de o mesmo querer dividir a culpa, temendo um possível linchamento por parte de populares da localidade.

Foto: Divulgação

-publicidade-