33.3 C
Manaus
quarta-feira, fevereiro 21, 2024

Ceci Aparecida encerra Colônia de Férias revitalizando horta e promovendo uma variedade de brincadeiras com idosos

Envelhecentes e idosos que fazem atividades no Centro Estadual de Convivência do Idoso (Ceci), situado no bairro Aparecida, Zona Sul, participaram, nesta sexta-feira (12/01), de várias atividades no encerramento da Colônia de Férias realizada pelo aparelho público mantido pelo Governo do Amazonas, sob o comando da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) e parceiros.

A Colônia de Férias do Ceci iniciou na segunda-feira (08/01) com uma programação diversificada que se estendeu para os demais dias da semana: teve oficina de dominó, jogos adaptados, terapia de relaxamento, caminhada orientada, assim como o resgate da horta pelos Grupos de Convivência “Guerreiros” (homens) e Futuro Melhor (mulheres). Teve também cinema no Amazonas Shopping, com mais de 100 participantes.

O ponto central nesse último dia foi a conclusão dos trabalhos de revitalização da horta, dividida em três tipos de plantações: ornamentais, medicinais e hortaliças. O local foi ampliado com três novos canteiros, que se somarão aos três existentes. A produção da horta possui do capim-santo passando pela cebolinha, coentro, couve e tomate, ao sapatinho de noiva, um tipo de orquídea, entre outras plantações.

“A partir de agora os integrantes dos grupos, Guerreiros e Futuro Melhor, se comprometeram a cuidar semanalmente das hortas, do plantio à limpeza”, disse a diretora do Ceci, Lilia Albuquerque. Segundo a dirigente, além de ser um trabalho terapêutico, a atividade estimula a memória, reduz o sedentarismo e fortalece laços entre os participantes.

O aposentado Pedro José Ribeiro, 82 anos, integrante do Grupo Guerreiros, há dois anos participa das atividades no Ceci, onde fez novas amizades. O idoso avalia que fazer os canteiros para a horta, com os demais membros do grupo, é gratificante porque permite a integração entre os participantes e mantém a mente ocupada, o que é fundamental.

Enquanto os homens faziam os cercados das leiras, as mulheres se dedicavam à ornamentação do local, fazendo placas com frases de estímulo como amor, gratidão e felicidade. Participante do Projeto Mais Vida, Severina Bezerra de Souza, 79 anos, escreveu em sua placa a frase a respeito. “Há seis meses participo de sessões de fisioterapia para reduzir as dores nos joelhos, além de fazer hidroginástica, me sinto respeitada e amada nesse local, onde venho diariamente”, admite.

“Além de proporcionar momentos de convivência social e de descontração, as atividades da Colônia de Férias, nos dá oportunidade de vivenciar novas experiências”, disse Valdenira Santos, 68 anos, que há sete meses tem ido rotineiramente ao Ceci participar de várias atividades. “É uma terapia tudo isso aqui”, frisou.

Amarelinha

No final dos trabalhos, os participantes da Colônia de Férias participaram da brincadeira da amarelinha, voltada para crianças, que foi adaptada para os adultos. “Fizemos de uma forma diferenciada, fazendo com que cada participante desse o seu melhor”, sintetizou a diretora Lilia Albuquerque, O Ceci é um dos sete aparelhos públicos mantidos pelo Governo do Estado, visando estimular o fortalecimento de vínculos sociais e familiares em várias zonas da capital amazonense.

Fotos: Kerolyn Leigue/Seas

spot_img