Sem muitas dificuldades e com jogo rápido, Cel. Fiuza/Careiro da Várzea venceu a Liga de Santa Etelvina por 42 a 28, garantindo vaga na final do Campeonato Amazonense de handebol juvenil feminino da Série Ouro. A partida foi realizada neste sábado, 24/11, no ginásio Renné Monteiro, bairro São Geraldo, Zona Centro-Sul da cidade. A competição é uma realização da Liga de Handebol do Amazonas (Liham).

A grande final do juvenil feminino, será nesta segunda-feira, 26/11, entre Cel. Fiuza/Careiro da Várzea e Atlético Rio Negro. O confronto decisivo será às 20h, no ginásio do Galo da Praça da Saudade, na avenida Epaminondas, centro da cidade. Para chegar na decisão, as meninas do Rio Negro passaram fácil pela Escola Estadual Solon de Lucena por 41 a 19, na última sexta-feira (23/11). Na partida preliminar, Solon de Lucena e Liga de Santa Etelvina se enfrentam pela decisão do 3º lugar.

Para atleta Ianael do Careiro da Várzea, o elenco teve uma boa postura em quadra. Por isso, conseguiu segurar a adversária na semifinal. Ela aproveitou para fazer uma análise do resultado, que confirmou a passagem para grande final da competição.

– Foi uma partida que deu trabalho, mas nossa defesa trabalhou bem, se esforçou muito e conseguimos abrir uma vantagem bem grande para chegarmos na final. O placar não mostrou nossa superioridade, pelo contrário, conseguimos corrigir os erros do último jogo. Agora a final contra o Rio Negro, será muito mais difícil, mas chegamos até agora aqui e podemos ir mais longe – concluiu.

Juvenil masculino

Pela semifinal do juvenil masculino da Série Ouro, o Penarol venceu HCM por 34 a 27. Com resultado, o Leão da Velha Serpa decide o título da temporada diante da tradicional equipe Atlética Nilton Lins, no próximo sábado, dia 1º de dezembro, no ginásio Renné Monteiro.

Há dois anos no comando da categoria, o técnico do Penarol, Lissandro Martins Pontes, disse que o grupo conta com atletas de Urucará, São Sebastião do Uatumã e outros municípios do Amazonas.

– Imaginei que o jogo seria mais parelho no início, mas nossa equipe praticamente acertou tudo no começo. Abrimos uma vantagem e conseguimos em um determinado tempo de jogo manter essa vantagem. Agora na final com a Nilton Lins, é uma equipe tradicional, que joga Brasileiro e Amazonense. Considero o time favorito, devido ao treinador que atua há muito tempo com o grupo – contou.

Fotos: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here