Take a fresh look at your lifestyle.

Centro de Parintins recebe ações contra o mosquito da dengue, chikungunya e zika

-publicidade-

Pelo menos 638 residências do centro da cidade de Parintins receberam as ações da Prefeitura Municipal em combate aos criadouros do mosquito que transmite a dengue, chikungunya e zika vírus visitas na manhã desta quarta-feira, 17. Uma equipe de 25 pessoas entre agentes comunitários de saúde, de endemias, oficiais do exército e da marinha vistoriaram quintais, repassaram material educativo e orientaram os moradores do bairro. Foram identificadas quinze terrenos com focos do inseto.

O técnico da vigilância epidemiológica, Sipriano Ribeiro, ressalta que a força tarefa ocorrerá por todo o mês de fevereiro. Acrescenta que foram contemplados os bairros de Palmares, Santa Clara, Francesa, Santa Rita, Castanheira, e nesta quarta o Centro da cidade.

Em paralelo a ação na área urbana, Sipriano afirma que uma equipe de 15 pessoas levaram o combate a agrovila do Caburi. “Com o apoio do Exército e Marinha a prevenção passa a ser encarada com mais seriedade pela população. Nossa meta é fazer com que o morador veja que a questão da dengue não só de responsabilidade do poder público e sim de toda comunidade”, frisa.

A aposentada Lourdes Mendonça de 83 anos, moradora da rua Cordovil, aprovou a visita dos agentes e militares. Ela ressalta que apesar de sempre existir a ação, nunca é demais receber novas orientações para eliminar os nascedouros do mosquito. “Muitas vezes a gente não sabe fazer a prevenção direito e só os profissionais podem nos alertar. Agora estou mais ciente da importância de vistoriar o meu quintal. Daqui em diante em minha casa não haverá mais recipientes com água parada”, garante.

Para o empreendedor José Alcides Neto, morador do centro, a inspeção nas residências é positiva, na medida em que é possível encontrar os focos do inseto transmissor e eliminá-los. Ele diz que não vê problema em permitir a entrada dos oficiais e agentes em sua casa, já que tem o comprometimento de manter o terreno limpo. “A responsabilidade é do cidadão. Não devemos deixar nossos quintais sujos e com água parada. As ações da prefeitura nos ajuda lembrar sempre de nossos deveres”, ajuíza.

-publicidade-