As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Centro de Tratamento de Queimados alerta sobre riscos de acidente com fogos de artifício

Todos os anos são registrados no País mais de um milhão de acidentes que provocam queimaduras. Com a proximidade das festas juninas esses números tendem a aumentar, uma vez que cresce o manuseio de fogos de artifício e outros tipos de explosivos. “Nos meses de junho e julho há um aumento considerável no número de vítimas de queimaduras de segundo e terceiro grau”, afirma Eduardo Mesquita, diretor do Hospital de Pronto Socorro 28 de Agosto, do Governo do Estado. No hospital funciona o Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), único na Amazônia Ocidental e referência nesse tipo de atendimento.

“Nossa estrutura é moderna e nossas equipes especializadas para dar o melhor atendimento às vítimas de queimaduras, com alto padrão médico-hospitalar e em conformidade com as normas do Ministério da Saúde”, destaca Eduardo Mesquita. O diretor aproveita o Dia Nacional do Luta contra Queimaduras, que é lembrado nesta quinta-feira (6), para reforçar a necessidade de prevenção contra acidentes que causam esse tipo de ferimento, que em alguns casos, podem levar à morte.

Uma em cada dez pessoas que manipulam fogos de artifício é vítima de queimaduras, lesões nos olhos, surdez e até amputações. O diretor adverte que a imprudência e a falta de informação são, ainda, as causas desses acidentes. Segundo o médico, o mais prudente seria que apenas profissionais habilitados fizessem o manuseio de fogos de artifício.

Estrutura – O CTQ está apto a atender vítimas de explosões, de queimaduras domésticas, de descargas elétricas, de produtos inflamáveis e até acidentes aéreos. Com uma equipe multiprofissional exclusiva, composta por cirurgiões plásticos, médicos intensivistas, fisioterapeutas, enfermeiros, psicólogos e nutricionistas, o CTQ funciona num espaço exclusivo e independente dentro da estrutura do HPS 28 de Agosto. O centro possui 2 leitos de terapia intensiva e 3 enfermarias com 6 leitos cada, totalizando 20 leitos destinados apenas às vítimas de queimaduras. Somente no ano de 2018, o Centro de Tratamento de Queimados do HPS 28 de Agosto atendeu 680 pacientes, em 2019 até o mês de maio foram 266 vítimas de queimaduras.

Um diferencial do CTQ do HPS 28 de Agosto, conforme explica o diretor da unidade, são as técnicas de reabilitação, como a cinesioterapia (terapia pelo movimento), que têm a finalidade de diminuir o grau de sequelas. “É pioneiro na Amazônia Ocidental”, ressalta. A cinesioterapia, considerada uma das etapas mais importantes do tratamento, os queimados são submetidos a exercícios físicos específicos, destinados a prevenir, eliminar ou diminuir sequelas.

Dicas de prevenção e cuidados:

. Em casos de acidentes domésticos com líquidos quentes: esfriar a área afetada com água limpa (gelada ou corrente). Nunca colocar sobre a queimadura pasta de dente, borra de café, manteiga ou qualquer outro tipo de produto que não tenha sido indicado pelo médico;

. Acidentes com explosivos: proteger a área atingida com um pano limpo. Em caso de mutilação, elevar o membro atingido, para diminuir a hemorragia;

. Em caso de fogo na roupa: a chama deve ser apagada com uma toalha molhada; não tente retirar os pedaços de tecido grudados na pele.

. Evite tocar no ferimento da queimadura; nunca fure as bolhas; não cubra a queimadura com algodão.

FOTO: VALDO LEÃO/ARQUIVO/SECOM

você pode gostar também