Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Cheia 2021 – Áreas alagadas de Parintins passam por vistoria e Governo do Estado acelera ações sociais; veja fotos

O Governo do Amazonas acelera as ações emergenciais de enfrentamento aos efeitos sociais e econômicos da enchente que também atinge os moradores de Parintins. O anúncio aconteceu nesta quarta-feira (12/05), durante visita da secretária estadual de Assistência Social, Alessandra Campêlo, ao município.

Durante a agenda institucional, a gestora da Seas visitou, junto com servidores municipais da Defesa Civil e da Assistência Social, áreas alagadas na Ilha Tupinambarana, entre elas o bairro São José. A cheia castiga a cidade e traz prejuízos incalculáveis para a população. O executivo municipal entregou cestas básicas durante a atividade solidária.

“Nós estamos aqui enquanto Secretaria de Estado da Assistência Social também verificando in loco a situação das pessoas vítimas da cheia. Estamos fazendo a entrega de cestas básicas junto com a prefeitura e Governo do Estado logo vai enviar mais cestas básicas; e também o cartão do auxílio emergencial da enchente, definido pelo governador Wilson Lima”, disse Alessandra.

Falta madeira para fazer pontes em Parintins
Construção de pontes ajuda na locomoção dos moradores

Cheia invade bairros de Parintins

A secretária exaltou a parceria do Governo do Amazonas com a Prefeitura de Parintins. Para Alessandra, as equipes técnicas dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) têm um papel fundamental nesse trabalho de atendimento emergencial às famílias atingidas pela cheia.

“A gente tem feito parceria, trabalhado em parceria prefeitura e governo, ninguém faz nada sozinho e a gente tem trabalhado para atender essas pessoas. A assistência social entra exatamente com as equipes dos Cras, que vêm fazer as visitas em cada casa. É uma grande ação conjunta para diminuir a dor dessas pessoas, porque além da pandemia, elas estão enfrentando uma das maiores cheias dos últimos cem anos no estado do Amazonas”, concluiu a secretária.

Auxílio Enchente – Lançado pelo governador Wilson Lima no dia 6 de maio, o Auxílio Estadual Enchente é um benefício no valor de R$ 300, que será concedido para 100 mil famílias, em todo o estado, que tiverem suas moradias invadidas pela cheia dos rios. Desde fevereiro, o Governo do Estado está realizando a Operação Enchente, uma série de ações para minimizar o impacto da subida das águas dos rios.

Segundo Wilson Lima, o Auxílio Estadual Enchente será pago em parcela única por meio de um cartão magnético. “Esse cartão será entregue para aquelas famílias que estão sendo atingidas, neste momento, pela subida dos rios. O cartão será voltado para aqueles municípios que já decretaram Situação de Emergência”, disse o governador.

O auxílio vai contribuir para movimentar a economia no estado. “É uma injeção direta na economia em torno de R$ 30 milhões. Com isso, os investimentos do Governo do Estado nessa enchente já chegam a R$ 97 milhões”, disse Wilson Lima.

Madeira em falta – Em Parintins existe a dificuldade para comprar madeira, insumo essencial para a construção de pontes e marombas, que são as alternativas regionais para acessar as moradias atingidas pela enchente.

FOTOS: Miguel Almeida/Seas

FOTOS DE DRONE: Yuri Pinheiro/Prefeitura de Parintins

-publicidade-