Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Cheia 2021 – Municípios atingidos no Purus e Juruá vão receber ‘Merenda em Casa’

O governador Wilson Lima autorizou repasse de R$ 1,5 milhão para que a Secretaria de Estado de Educação e Desporto faça a aquisição de gêneros alimentícios da merenda escolar para estudantes de sete municípios, atingidos pela cheia nos rios Purus e Juruá, retomando a execução do “Merenda em Casa”, lançado em 2020, para minimizar os efeitos da pandemia de Covid-19, garantindo segurança alimentar para mais de 440 mil estudantes.

O benefício foi retomado em caráter emergencial para as famílias atingidas pela cheia, alcançando, inicialmente, cerca de 20 mil estudantes da rede pública estadual. Nesta sexta-feira (26/02), o governador Wilson Lima entregou kits do programa em Eirunepé (a 1.160 quilômetros de Manaus), durante visita que faz até este sábado (27/02) a municípios das calhas do Purus e Juruá, que sofrem com a cheia dos rios.

Os kits do “Merenda em Casa” serão distribuídos nas escolas que tiverem condições de receber os estudantes. Caso a unidade de ensino esteja com o acesso comprometido por conta da cheia, o grupo será remanejado, informou a Secretaria de Educação do Estado. Serão beneficiados estudantes de todas as modalidades de ensino.

Entrega – Com relação aos prazos, pais e responsáveis devem ficar atentos aos comunicados que serão emitidos pelas escolas. Cada unidade de ensino informará por meio de rádio e mídias digitais, os dias e horários em que os kits serão entregues. As datas serão previamente agendadas e informadas pelas escolas.

No ato do comparecimento para recebimento do kit, os pais ou responsáveis por alunos menores de idade devem apresentar um documento oficial (RG, CNH, CTPS) ou certidão de nascimento para comprovar o parentesco. Caso o estudante seja maior de idade, ele poderá receber o seu benefício mediante seus documentos de identificação.

Ainda no momento do recebimento, será necessária a assinatura de uma cautela, atestando a quantidade dos itens recebidos.

FOTO: Diego Peres/Secom

-publicidade-