Produzida com cacau orgânico e extratos de frutas amazônicas, a barra de chocolate traz efeitos benéficos para a saúde digestiva e equilíbrio alimentar

Já imaginou comer um chocolate mais saudável produzido a partir de insumos amazônicos? Um projeto desenvolvido com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) busca inovar na produção de barras de chocolate usando matéria-prima da região com extratos naturais de frutas como, por exemplo, camu-camu, açaí, mangarataia, guaraná, puxuri, cumaru, entre outros.

Intitulado “Warabu Bean To Bar Chocolate da Floresta Amazônica”, o projeto é desenvolvido por meio do Programa de Apoio à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte na Modalidade Subvenção Econômica (Pappe Integração), edital N°007/2017.

A nova linha de barras de chocolate utiliza cacau orgânico, ou seja, uma fruta livre de agrotóxicos que passa por uma série de processos para deixar o cacau da forma mais natural. Por ser orgânico, o cacau possui menos acidez na sua composição, com isso é possível ter uma maior porcentagem de cacau combinado com extratos de frutas amazônicas no chocolate.

Os extratos das frutas são adicionados ao cacau para adoçar o chocolate e trazer a essência de cada sabor. Segundo o empreendedor, Jorge Carlos Neves, que tem Licenciatura em Tecnologia de Alimentos, a união torna o chocolate menos ácido e traz efeitos benéficos para a saúde digestiva e equilíbrio alimentar.

“Nosso objetivo é trabalhar com o cacau da floresta amazônica com a adição de algumas frutas regionais. Não queremos criar simplesmente chocolates, mas sim novas formulações em interação com processos já usados para desenvolver chocolates naturais, saudáveis, prébioticos, funcionais, sem glúten, sem lactose, ou gorduras trans”, explicou.

O projeto iniciou em 2018 e está na fase de testes. Neves conta que já possui a fórmula do chocolate com o açaí, com o cupuaçu, com a mangarataia. A partir dos resultados do projeto, a ideia é oferecer o produto ao mercado internacional, nacional e local.

Produção – As barras de chocolates orgânicas são produzidas por método artesanal chamado de Bean to Bar, que é um movimento de pequenas marcas de chocolate que acompanham o processo de produção da amêndoa do cacau (bean) até a barra (bar). Além da qualidade do produto, o movimento preza pelas questões socioambientais.

Segundo o empreendedor, as amêndoas de cacau orgânico são compradas, diretamente, de produtores que fazem parte de uma cooperativa. A iniciativa é para apoiar tecnicamente e ajudar a melhorar os métodos de produção, além de incentivar o trabalho de produtores na região.

Pappe Integração – O programa seleciona propostas empresariais para subvenção econômica à pesquisa e desenvolvimento de processos e/ou produtos inovadores no Estado do Amazonas. As áreas preferenciais são as contempladas nas vocações e competências instaladas no estado do Amazonas.

FOTOS: Departamento de Difusão do Conhecimento – Decon