Amazonas Notícias
Amazonas Notícias

A queda de uma árvore, na rua Dom Henrique, Conjunto Vila do Rei, Parque 10, zona Centro-Sul, foi a única ocorrência atendida pela Defesa Civil até às 14h deste domingo, após uma manhã de intensas chuvas em Manaus.

Os pluviômetros registraram volume de chuva concentrado nas zonas Oeste, com 35,4mm e Centro-Oeste com 48,6mm. Outra árvore desabou na rua Rondônia, conjunto Eldorado, caindo sobre um veículo. A ocorrência foi atendida pelo Corpo de Bombeiros.

De acordo com as primeiras informações da Defesa Civil, o tombamento da árvore no Parque 10 se deu pelo aumento do fluxo de água que provocou o rompimento do bueiro e, ainda, pela ocorrência de ventos fortes.

Nas redes sociais, a proprietária do muro atingido com a queda da árvore responsabiliza a Prefeitura de Manaus pelo incidente.

No entanto, o Instituto de Planejamento Urbano de Manaus (Implurb) esclarece que a sua fiscalização esteve no local, em novembro de 2014, após receber denúncia de construção irregular em área verde. Foi constatada a construção de um piso de aguada de cimento, usado como estacionamento por moradores.

A área em questão não é área verde como o denunciado, mas sim uma área institucional, destinada a construção de uma creche para atendimento da população. A demolição realizada no local, com apoio da Secretaria Municipal de Infraestrtura (seminf), limitou-se a retirada do piso de cimento instalado, sem licença, na área.

A rede de drenagem que cruza a área receberá serviços de manutenção por parte da Seminf para solucionar o problema de erosão observado, preparando-a para receber a Creche Municipal que consta dos Planos de Investimento da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) informa, também, que vai encaminhar nesta segunda-feira, dia 12, uma equipe técnica ao local da queda da árvore para averiguar a situação da área.

Segundo técnicos do Departamento de Arborização e Paisagismo, a impermeabilização do solo – como o ocorrido com a construção da aguada de cimento – pode causar danos, pela dificuldade de infiltração da água, enfraquecimento das raízes e o aumento do escoamento da agua para o igarapé, mas a confirmação da causa da queda da árvore só vai poder ser feita in loco.

Em 2014, um total de 4.398 árvores foram alvo do trabalho de manejo e monitoramento por parte da Prefeitura de Manaus, o que reduz os riscos de ocorrências de quedas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here