Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Cigás apresenta a empresários locais oportunidades de negócios geradas com o avanço da rede de gasodutos

Um grupo de empresários conheceu o cenário de investimentos da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) e as oportunidades de negócios ligadas à expansão da Rede de Distribuição de Gás Natural (RDGN) no estado. O assunto foi tratado durante o evento “Diálogos de Energia”, promovido pela concessionária.

Até 2025, a concessionária de serviço público de distribuição e comercialização de gás natural pretende, praticamente, dobrar a rede de gasodutos e atingir 310 quilômetros. Atualmente, a extensão é de 160 quilômetros. Com esses investimentos e baseada em estudos técnicos e de viabilidade econômica, a companhia projeta atender 21 mil unidades consumidoras nos próximos quatro anos, com perspectiva de expansão em todos os segmentos atendidos (Termelétrico, Industrial, Comercial, Residencial e Veicular).

Como forma de atingir essa meta, a Companhia considera imprescindível o adensamento da cadeia do gás natural, o que vai exigir fornecedores de serviços qualificados, como os de instalações internas de gás natural. Esses fornecedores devem obrigatoriamente observar a legislação aplicável, dentre elas as normas técnicas e o credenciamento junto à Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas (Arsepam), das empresas que pretendem explorar os referidos serviços.

O credenciamento segue o estabelecido na Resolução nº 004/2019, instituída pela Arsepam, que define critérios técnicos para garantir que empresas efetivamente qualificadas executem os serviços com garantia de segurança. Tal norma foi apresentada aos representantes das empresas, que sanaram dúvidas.

Estiveram presentes no evento representantes das empresas Fluir, Grupo KGM, Iontech, Enged, GNV, Dipon, Soltec, AP Solda, Jertmot e ainda técnicos e diretores da Companhia de Gás do Amazonas e da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas.

O gerente de Contratos e Relacionamento da Cigás, Frederico Paixão Almeida, avaliou positivamente o evento que, segundo ele, atingiu o objetivo de atrair fornecedores e orientá-los com relação às normas vigentes, para que estejam aptos a executar os serviços e, assim, contribuir para fortalecer o mercado do gás natural no Amazonas.

A mesma opinião foi compartilhada pelo chefe do Departamento de Recursos Energéticos da Arsepam, José Selvio Picanço, o qual ressaltou também que eventos dessa natureza fazem expandir e dar mais confiança ao mercado de gás natural.

Orientações técnicas – Além da parte referente à legislação vigente, a apresentação de encerramento do evento abordou sobre boas práticas de instalações prediais. Para Marcos Sobral, representante da empresa Iontech, o compartilhamento de informações técnicas e sobre o mercado foi um diferencial.

“Este evento foi uma ideia sensacional que, por um lado, deu às empresas a oportunidade de visualizarem os projetos futuros da Cigás no estado, as possibilidades e oportunidades de negócios, e por outro, trocar informações com as pessoas que estão à frente da Companhia, prestadores de serviço e ainda receber orientações”, frisou Sobral, o qual destacou ainda a importância da experiência da Companhia no direcionamento para que se atenda da melhor forma o público-fim, aquelas pessoas que recebem o gás natural na ponta. “Espero que este seja o primeiro de muitos outros eventos”, complementou.

Sobre a Cigás – Concessionária de serviço público, a Companhia de Gás do Amazonas atua na distribuição e comercialização de gás natural para os segmentos Termelétrico, Industrial, Comercial, Residencial e Veicular. Até 2025, a estimativa é que a Companhia alcance investimento global de R$ 786 milhões.

FOTO: Divulgação/Cigás

-publicidade-