As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Cinco formas de economizar usando software de gestão

Por Marcelo Lombardo

Nossa economia está em recessão, e em um momento como esse controlar os gastos é questão de sobrevivência para algumas empresas. Anos de crise são grandes divisores de água e são neles que as empresas precisam inovar e investir recursos no que realmente funciona, trazendo maior economia e aumentando a eficiência dos processos. Pequenos ajustes e a ajuda de um software de gestão são capazes de trazer uma grande economia financeira.

Tendo um ERP as empresas são capazes de ter todas as informações automatizadas e integradas sobre seus custos fixos, custos variáveis e fluxo de caixa. Além disso, os softwares de gestão ajudam na tomada de decisão, uma vez que é possível cruzar informações e tomar atitudes baseadas em fatos e números, não em “achismo”. O Omie, primeiro e único ERP parceiro do contador, integra todos os departamentos da empresa e coloca o empresário e seu principal conselheiro, o contador, na mesma página. A ideia é automatizar os processos de cada setor com uma visão integrada do resultado, gerando economia em diversos aspectos do dia a dia:

Tempo – O software de gestão otimiza e automatiza os processos gerando maior economia de tempo. Quando a empresa não tem um ERP, as informações ficam desassociadas e os processos acabam sendo feitos manualmente pelo financeiro, fiscal, contabilidade e estoque, o que acarreta em um maior número de erros cometidos. Resumidamente o software diminui o retrabalho.

Fluxo de caixa e economia financeira – Com um ERP é possível criar um fluxo de caixa que trabalhe com informações em tempo real. Nesse cenário o gestor pode tomar decisões, avaliando possíveis cenários e corrigindo rotas. Tomar a decisão errada pode custar caro em um momento econômico onde cada centavo desperdiçado conta na balança. Usar rapidamente os dados e informações reunidos pelo ERP pode ser o divisor de águas para tomar a decisão correta.

Relacionamento com o cliente – Esse talvez seja o maior custo benéfico de se investir em software de gestão. Conhecer os clientes e sua jornada de compra é o que traz assertividade e previsibilidade para o negócio. O ERP pode controlar alguns dados que ajudarão o empresário a conhecer o comportamento do cliente suas principais necessidades e costumes. Quando os gestores desenvolvem um bom relacionamento levam os gestores a obterem os melhores resultados, passando uma imagem de maior profissionalismo e confiabilidade para o mercado.

Compras – O departamento de compras trabalha para manter os insumos necessários da produção ou então o estoque de mercadorias a venda. Ter um sistema que para gerenciar esse departamento ajuda na hora de obter a melhor cotação do que se está comprando sem correr o risco de comprar de mais ou de menos. Esse é um dos departamentos mais delicados de uma empresa. A decisão certa vai ajudar na economia de recursos financeiros e em um maior ganho de produtividade. Sem a ajuda do ERP o estoque pode ficar comprometido levando a empresa a fazer compras de ultima e hora e perdendo o poder de negociação com os fornecedores.

Agilidade na legislação fiscal e tributaria – O governo tem demandado um controle cada vez mais estreito e detalhado nas transações comerciais, sejam elas de compra ou venda. As informações sobre cada tipo de imposto cobrado, nota emitida ou exigência fiscal, ficam sempre à mão do Omie, inclusive por ele integrar todos os setores da empesa desde o fornecimento, estoque até a saída, na venda. Isso garante uma emissão de nota correta para o produto correto, um histórico de controle, e a certeza da tributação correta sendo cobrada, evitando multas, dentre outros riscos e penalidades.

Quando falamos em crise logo pensamos em como evitá-la. No entanto, a chave para o sucesso pode estar em saber lidar com ela e inovar quando toda a concorrência está retraída. Não existe uma receita, mas manter um melhor controle sobre a gestão certamente é um caminho para economizar e sobreviver em tempos difíceis.

Marcelo Lombardo é idealizador do produto Omie e CEO da Omiexperience.