A polícia venezuelana acaba de deter cinco pessoas suspeitas de participar do roubo seguido de morte do amazonense Amaury Castro da Silva. Ele foi morto na madrugada do último domingo em uma estrada da Venezuela.

O grupo foi detido na manhã de terça (16) em um povoado, entre as cidades de Upatah e San Félix, próximo onde ocorreu o crime.

Há menores entre os suspeitos e estão todos detidos na sede do Corpo de Investigação Penal e Criminalística da Venezuela, em San Félix. Segundo a polícia do país, eles negam participação no ato. O corpo do amazonense Amaury foi sepultado nesta terça-feira sob forte comoção. Ele foi morto a tiros após o comboio que ele viajava, com mais outros brasileiros, ser interceptado pelo grupo. A esposa dele estava no carro e escapou de ser morta.