As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

CNJ: Vocabulário facilita informações sobre sustentabilidade do Judiciário

Está no ar desde o último dia 29 de julho, um vocabulário que vai facilitar a apuração de informações sobre a sustentabilidade do Poder Judiciário. O material elaborado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) traz as definições dos indicadores que vão quantificar o consumo dos tribunais – energia elétrica e água, entre outros –, e também as despesas com serviços, como limpeza e vigilância. O vocabulário esclarece como preencher os formulários do sistema PLS-Jud em que os servidores da Justiça informarão, entre outros dados, a quantidade de papel encaminhado pelos seus respectivos tribunais à reciclagem e o investimento na educação socioambiental da força de trabalho. Além da descrição do indicador, o texto do vocabulário trata da periodicidade de cada um. O consumo de papel, por exemplo, deve ser apurado todo mês, enquanto o tamanho da frota de veículos do tribunal tem de ser registrado anualmente. De acordo com o Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTI/CNJ), 357 pessoas de 82 tribunais de todos os ramos da Justiça e dos conselhos estão aptas a informar os dados sobre a sustentabilidade dos órgãos do Judiciário. De acordo com a Resolução CNJ n. 201, de 2015, as estatísticas sobre a sustentabilidade do Poder Judiciário também serão divulgadas anualmente, a exemplo do Justiça em Números, anuário estatístico do Poder Judiciário brasileiro.

Com informações do CNJ, reportagem, Storni Jr.

você pode gostar também