A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), órgão da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), informou, nesta terça-feira (18), que o Estado alcançou a cobertura vacinal de 97,02% para o sarampo, sendo que 20 dos 62 municípios ainda estão abaixo da meta, que é imunizar 95% das crianças de 6 meses a menos de cinco anos de idade. Contra a poliomielite, a cobertura no Estado é de 93,42%, com 18 municípios ainda não tendo alcançado o índice.

A FVS também divulgou nesta terça-feira, através da 26ª edição do Boletim Epidemiológico do Surto de Sarampo, que o Estado tem 1.358 casos confirmados, 32 a mais que na semana passada e 9.657 notificações da doença.

Segundo o órgão, 14 municípios, têm casos confirmados de sarampo – Manaus (906), Manacapuru (229), Itacoatiara (44), Parintins (38), Iranduba (35), Coari (25), Autazes (24), Presidente Figueiredo (15), Novo Airão (18), Rio Preto da Eva (13), Tapauá (06), Juruá (03), Barcelos (01) e Urucará (01).

O Boletim apontou, ainda, que os 9.657 casos notificados da doença, estão distribuídos em 47 municípios. As cidades amazonenses com o maior número de notificações são Manaus, com 7.690 casos, e Manacapuru. com 1.006, seguidas de Itacoatiara (182), Iranduba (90), Parintins (83), Coari (79), Autazes (52), Rio Preto da Eva, Manaquiri (46 cada) e Careiro Castanho (34).

Monitoramento – O diretor-presidente da FVS, Bernardino Albuquerque, afirma que, com a vacinação, a expectativa é de que as notificações comecem a diminuir e se estabilizem. Ele voltou a chamar atenção para os municípios que ainda não alcançaram a meta de cobertura vacinal das crianças.

“Estamos em contato diariamente com esses municípios, fazendo monitoramento e sabemos que alguns deles estão próximos de atingir a meta. Outros ainda precisam se esforçar mais”, disse Bernardino, que participa, nesta terça-feira e quarta-feira, em Brasília, de um encontro nacional de dirigentes de vigilância em saúde para tratar sobre sarampo, cobertura vacinal, além da qualificação da vigilância epidemiológica no País.

“Há uma preocupação generalizada, porque essa situação da baixa cobertura das vacinas ocorre em todo o Brasil e não apenas no Amazonas. Assim como aconteceu aqui com a entrada do sarampo, pode ocorrer em outros estados com doenças cujo vírus circulam em outros países. A poliomielite é uma delas”, destacou.

Vacina contra a poliomielite – O Amazonas está bem próximo da meta da cobertura vacinal contra a poliomielite, já tendo alcançado 93,42% do público alvo, que são crianças de um a menos de cinco anos. Mas, 18 municípios ainda estão abaixo da cobertura de 95%.

Municípios com menos de 95% de cobertura na vacinação contra o sarampo

Manicoré – 94,82%

Coari – 93,03%

Japurá- 92,97%

Careiro – 90,65%

Fonte Boa – 87,65%

Pauini – 87,17%

Careiro da Várzea – 85,53%

Eirunepé – 81,48%

Caapiranga – 81,3

Guajará – 77,61%

Novo Airão – 74,19%

Maraã –70,12%

Boca do Acre – 69,36%

Rio Preto da Eva – 66,52%

Lábrea – 66,25%

Anori – 65,08%

Maués – 64,72%

Urucurituba – 60,63%

Manacapuru – 60,35%

Ipixuna – 53,58%

Municípios com menos de 95% de cobertura na vacinação contra a poliomielite

Careiro – 93,98%

Coari – 93,03%

Pauini – 87,01%

Careiro da Várzea – 85,53%

Caapiranga – 84,3%

Eirunepé – 82,27%

Novo Airão – 78,57%

Guajará – 77,61%

Fonte Boa – 74,46%

Maraã – 69,96%

Boca do Acre – 69,22%

Anori – 65,08%

Rio Preto da Eva – 66,33%

Manacapuru – 65,45%

Lábrea – 65,44%

Urucurituba – 58,57%

Ipixuna – 53,58%

Maués – 51,53%

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here