Colaboradores da Aadesam participam de campanha de doação de sangue em parceria com o Hemoam

Ação é alusiva ao Junho Vermelho, mês da conscientização da doação de sangue

A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Aadesam), em parceria com a Unidade Móvel da Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), conhecida como “Vampirão”, lançou a campanha “Sangue Bom AADESAM”. A ação aconteceu nesta terça-feira (29), na sede da agência, localizada na Rua Major Gabriel, Centro de Manaus.

Em alusão ao Junho Vermelho, mês da conscientização da doação de sangue, a Unidade Móvel do Hemoam, “Vampirão”, está estacionada, desde as 8h, em frente à sede da Aadesam, para realizar a coleta das doações.

De acordo com o diretor Administrativo Financeiro da Agência, Erick Alves, o objetivo da campanha “Aadesam Sangue Bom” é coletar até 120 doações para auxiliar o abastecimento de sangue no estado. Para isso, a ação conta com a participação de todos os colaboradores da Agência, assim como dos participantes de projetos vinculados às secretarias do Estado.

“Essa campanha foi idealizada tão somente com o objetivo de auxiliar no abastecimento do banco de sangue do Amazonas e de sensibilizar nossos colaboradores e a população em geral sobre a importância de realizar esse ato, que é de amor para com o próximo e que salva tantas e tantas vidas”, disse Erick Alves.

Outro doador que fez questão de passar pelo “Vampirão”, o gestor de Orçamento e Finanças da Aadesam, Osamir Medeiros, relatou o quão importante é conscientizar os colaboradores sobre a doação. “A doação é de suma importância, pois com uma doação você ajuda até quatro pessoas que estão aguardando esse sangue. Então, doe sangue, doe vidas!”.

Além da doação de sangue, os colaboradores da campanha estão recebendo, no prédio da Aadesam, doações de fraldas descartáveis e leite em pó, que serão repassados para o grupo “Raio de Sol”, que funciona dentro das dependências da Fundação Hemoam e assiste crianças e adolescentes que buscam tratamento médico para doenças oncohematológicas, em Manaus.

FOTO: Raphael Rocha/Aadesam