Take a fresh look at your lifestyle.

Com otimismo, estudantes de Manaus persistem em formação durante a pandemia

-publicidade-

Em quase um ano de pandemia, a Covid-19 abalou a estrutura de inúmeros setores da sociedade, dentre eles, o de educação. Dados internacionais apontam prejuízos no ensino de 1,5 bilhões de estudantes em 188 países, o que representa 91% de todos os alunos do planeta. A informação é da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Mesmo diante de tantas dificuldades, muitos são os alunos que insistem na formação, seguindo firmes no propósito de concluir seus cursos e lutar por uma colocação no mercado. Este é o caso de Jussara Silva, 34 anos, finalista do curso técnico de Administração do Centro de Ensino Técnico (Centec). Em uma corrida que durou 14 meses, ela pode, finalmente, dizer que está na linha de chegada, visto que seu curso encerra no próximo dia 22 deste mês.

“Tenho consciência que nem todos conseguiram dar seguimento na formação, como eu, mas fico muito feliz por conseguir chegar até aqui. Pensei em desistir por motivos pessoais, mas Deus me motivou e eu venci”, comenta a estudante.

Jussara trabalha na área de Administração há cinco anos e iniciou o curso em busca de uma formação profissional que a destacasse no mercado de trabalho. Agora, prestes a receber o certificado, ela se diz grata por alcançar esse objetivo mesmo durante a pandemia.

“Meu sonho é ser independente, trabalhar para mim mesma. Já tenho projetos, porém, agora tenho focado em praticar o que aprendi durante o período do curso”, afirma.

Comprometimento

Para motivar ainda mais alunos como Jussara, a direção do Centec precisou se reinventar nesses meses de pandemia, e fez de tudo para manter o nível de aprendizado dos estudantes.

“Na primeira e na segunda onda da pandemia no Amazonas, nos adaptamos com diferentes recursos para permitir que o ensino alcançasse todos os nossos alunos. Aderimos ao uso de aulas remotas por plataformas como Google Class, Zoom e até WhatsApp, considerado um meio prático para envio de aulas gravadas”, comenta Márcio Gonçalves, diretor-geral do Centec.

Outro meio que recebeu grande adesão dos alunos foi o aplicativo Centec, disponível para dispositivos móveis. Através da plataforma, o estudante pode acessar suas notas e até mesmo baixar conteúdo das disciplinas para estudo.

“Vivemos um período de muitos desafios, mas principalmente superações. Entendemos que sonhos tiveram de ser adiados por motivos financeiros ou perda de familiares. Foram essas as situações que nos motivaram enquanto instituição para ajudar os nossos alunos a venceram os obstáculos durante essa caminhada”, afirma Gonçalves.

Prática à distância

Em cursos técnicos, as aulas práticas são uma parte muito importante do aprendizado, o que com a pandemia se tornou bem mais difícil. Mas até mesmo para isso a força de vontade e criatividade de alunos e professores fez surgir novas alternativas.

“Temos um módulo sobre desenho técnico, que é uma área mais para leitura e interpretação de projetos de arquitetura e engenharia civil, para a análise da saúde dos trabalhadores. Essa disciplina é prática, mas o professor está conseguindo que os alunos façam os desenhos de casa. E para reforçar a ajuda, até um canal no YouTube ele tem. Além disso, sempre está presente através do WhatsApp, quando há dúvidas”, comenta a estudante Natália Dafne, 20, do curso técnico em Segurança do Trabalho.

Conforme Natália, todos os docentes estão se mantendo presentes nesse momento e procurando métodos para passar aos alunos aquilo que sabem. “Estão sempre dispostos a tirar nossas dúvidas, a ajudar da forma que podem, além de nos incentivarem constantemente a persistir no que queremos”, afirma Natália.

Importância da formação

Com o curso de técnico em Enfermagem, o Centec ajudou ainda a formar mais profissionais de saúde para a linha de frente da pandemia. Um desses ‘guerreiros da pandemia’ é Adyner Felipe, de 22 anos. “Quando penso nisso, que estou me formando em meio à pandemia, o que me vem à mente é a importância de realmente sentar e aprender durante as aulas. Como vou lidar com vidas preciosas no ofício, elas irão esperar que eu exerça meu trabalho com êxito, e vou utilizar todo o conhecimento que adquiri no curso”, diz ele.

O estudante ressalta que, durante as aulas, pôde entender mais a importância dos profissionais de saúde, em especial a necessidade de não interromper os estudos quando a demanda está alta nos hospitais.

Foto: divulgação

-publicidade-