As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Combate à sífilis acontece nesta terça-feira Manaus

A Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) ofertará testagem contra sífilis aberta para população na próxima terça-feira (22/10). A programação, em alusão ao dia de combate à sífilis, será das 9h às 15h.

Com orientações sobre prevenção às infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), realização de testes rápidos, distribuição de preservativos e encaminhamentos para exames quando necessário, o dia de combate será conduzido pela gerência de IST e Aids da FMT-HVD e ocorrerá no auditório do Ambulatório de Dermatologia.

Sífilis – É uma infecção causada por bactéria (Treponema pallidum), transmitida por relação sexual com pessoa infectada, quando é chamada de sífilis adquirida, ou ainda transmitida para crianças durante a gestação ou parto, chamada então de sífilis congênita.

A doença passou a ser notificada pelos órgãos de Saúde em 2010. Em 2017, foram registrados 7.851 casos, e em 2018 foi confirmado um aumento de 27%. Neste ano, de janeiro a julho, foram notificados 737 casos na FMT-HVD, um aumento de 14,8%, para igual período de 2018.

Sintomas – A sífilis é uma doença infecto contagiosa de evolução crônica. Quanto ao tempo de infecção, ela se classifica em latente recente e latente tardia e, quanto às manifestações clínicas, ela se classifica em primária, secundária e terciária. Na sífilis primária, seu sinal é uma lesão geralmente localizada nos órgãos genitais, sem prurido e indolor, por isso pode passar sem ser percebida.

Sem tratamento, ela poderá evoluir para sífilis secundária, apresentando sintomas como erupções na pele. Quando não tratada, entre 15 a 25% dos casos poderão evoluir para sífilis terciária, com comprometimento neurológico e cardiológico. Quando a sífilis ocorre na gestação, é muito importante que a gestante receba a medicação e que seu parceiro faça o tratamento concomitantemente, pois a ausência de tratamento ou tratamento inadequado da sífilis na gestação provoca sérias complicações para a criança.

Diagnóstico – Pela metodologia de testes rápidos, o diagnóstico pode ser conhecido em menos de 30 minutos com apenas uma gota de sangue (punção digital). O tratamento para a doença é baseado na penicilina G benzatina, que está disponível na rede de saúde pública.

Descentralização – A Secretaria de Estado de Saúde descentralizou o programa de Diagnóstico de IST/Aids, incluindo a sífilis e, agora, além da FMT-HVD, o teste pode ser feito nos Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) na Policlínica Antônio Aleixo, na colônia Antônio Aleixo, zona leste; na Policínica Gilberto Mestrinho, na avenida Getúlio Vargas (Centro); e no Centro de Atenção Integral à Melhor Idade (Caimi) Ada Viana, na Compensa, zona oeste.

você pode gostar também