O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) deu início nesta segunda-feira (26), a audiência de instrução e julgamento do desembargador aposentado Rafael Romano, de 72 anos. Ele é suspeito de cometer abusos sexuais contra a neta, à época com 7 anos. Hoje a menina tem 15.

No mês de abril deste ano, o Ministério Público do Estado (MPE-AM) denunciou Rafael Romano e a justiça acolheu. O caso começou a tramitar na Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes.

Na manhã segunda-feira, a juíza Patrícia Chacon de Oliveira Loureiro, que é responsável pelo processo, começou ouvir as testemunhas de acusação. Serão ouvidas ainda até amanhã as testemunhas de defesa e por último o réu. A imprensa não pode acompanhar a audiência porque processo tramita em segredo de justiça por envolver adolescente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here