Nesta semana, a Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que proíbe a fabricação, a venda e a utilização de andador infantil em todo o Brasil.

De acordo com o autor da proposta, deputado Jorginho Mello, a medida vai contribuir para prevenir acidentes potencialmente letais, como por exemplo, queda de escadas.

“A queda de escada é um negócio fatal. Esquece uma porta, não está trancada… a criança é esperta e não conhece o perigo. Se você desviar o olho de uma criança ela some. É um negócio impressionante.”

Porém esta proibição do uso dos andadores não vai ser para todas as crianças. É o que explica o relator do projeto, deputado Diego Garcia.

“Eu acrescentei uma emenda ao projeto de lei que permitirá o uso dos andadores para os casos de indicação médica, como recurso de tecnologia assistiva ou reabilitação. Crianças com doenças físicas, por exemplo, não serão privadas do uso dos andadores.”

Agora, o projeto de lei vai ter que ser analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e pelo Plenário da Câmara dos Deputados.

Reportagem, Cintia Moreira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here