Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Comissão de Alimentos Tradicionais dos Povos no Amazonas (Catrapoa) é vencedora da 17ª edição do Prêmio Innovare na categoria Ministério Público

Cerimônia realizada nesta terça-feira (1), em transmissão on-line, anunciou os vencedores de seis categorias; Catrapoa é coordenada pelo 5o Ofício do MPF no Amazonas

O Prêmio Innovare anunciou nesta terça-feira (1) os vencedores de sua 17º edição. Entre as seis práticas premiadas está a Comissão de Alimentos Tradicionais dos Povos no Amazonas (Catrapoa), coordenada pelo Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas, vencedora da categoria Ministério Público.

Criada em 2016, a Catrapoa vem atuando como um fórum permanente que envolve dezenas de órgãos públicos das três esferas de governo, representantes de entidades não-governamentais e lideranças indígenas e agroextrativistas. Funciona como o principal catalizador das discussões, articulações e ações em torno da temática de alimentação tradicional no estado.

Com enfoque nos povos indígenas, quilombolas e demais populações tradicionais, a Catrapoa promove a compra de alimentos produzidos localmente, inclusive peixe e farinha, por pequenos agricultores, incluindo aldeias indígenas, para melhorar a qualidade da merenda escolar das crianças em escolas públicas no Amazonas. Ao mesmo tempo em que favorece a dieta das crianças, respeitando a cultura e tradições alimentares, estimula a melhoria de renda dos pequenos produtores e aldeias, incentivando a economia local de forma sustentável em áreas onde garimpo ilegal, desmatamento de terras indígenas e de territórios tradicionais podem proliferar.

Além da categoria Ministério Público, o Prêmio Innovare anunciou os vencedores das categorias Justiça e Cidadania, Tribunal, Advocacia, Juiz e Defensoria Pública. Em sua 17ª edição, destacou iniciativas da área jurídica desenvolvidas por advogados, defensores, promotores, procuradores, magistrados, entre outros profissionais.

Sobre o prêmio – Criado em 2004, o Prêmio Innovare vem trabalhando para identificar e colocar em evidência iniciativas desenvolvidas voluntariamente que trazem soluções inovadoras, ampliam a proximidade entre instituições jurídicas e a população e contribuem para o aprimoramento da Justiça brasileira. Ao todo, já foram premiadas mais de 200 práticas, entre mais de 7 mil trabalhos, em diferentes áreas da atuação jurídica. Todas as iniciativas selecionadas são incluídas no Banco de Práticas do Innovare.

O prêmio conta com o apoio de instituições parceiras, como a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), a Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (Anadep), a Associação dos Juízes Federais (Ajufe), o Conselho Federal da OAB, a Associação Nacional dos Procuradores de República (ANPR), a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça e Segurança Pública, além do apoio do Grupo Globo.

-publicidade-