Processo é conduzido por um comitê de especialistas. O novo dirigente substituirá o pesquisador Luiz Renato de França. Mandato de quatro anos

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/Inpa) tem cinco interessados ao cargo de Diretor. As inscrições foram aprovadas pelo Comitê de Busca, instituído pelo Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Os interessados são:

Antonia Maria Ramos Franco Pereira (Inpa), Carlos Cleomir de Souza Pinheiro (Inpa), Henrique dos Santos Pereira (Ufam), Luiz Antonio de Oliveira (Inpa) e Silvio Vaz Júnior (Embrapa Agroenergia).

A próxima etapa do processo, em data a ser definida brevemente pelo Comitê de Busca, consistirá nas apresentações públicas dos planos de gestão e visão de futuro para a instituição e entrevistas individuais com os interessados, na sede do Inpa, em Manaus-AM.

Seleção

O edital de abertura para a escolha de um novo dirigente do Inpa para um mandato de quatro anos foi lançado no dia 20 de abril pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) no Diário Oficial da União. O processo de escolha do dirigente é conduzido por um comitê de especialistas nomeado pelo ministro Gilberto Kassab. No Inpa não eleição para diretor.

Esse sistema de escolha de dirigentes vem sendo praticado pelo MCTIC para os cargos de direção de todas as suas Unidades de Pesquisa com amplo sucesso.

A escolha do novo diretor do Inpa terá origem numa lista tríplice encaminhada ao ministro Kassab pelo comitê de especialistas (Comitê de Busca), que busca identificar nas comunidades científica, tecnológica e empresarial, nomes que se identifiquem com as diretrizes técnicas e político-administrativas estabelecidas para a instituição.

O Comitê de Busca, instituído no dia 27 de março de 2018, é formado pelos cientistas: Dr. Jailson Bittencourt de Andrade, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), que o presidirá; Dr. José Oswaldo Siqueira, do Instituto Tecnológico (ITV); Dr. Elíbio Leopoldo Rech Filho, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); professora Ana Maria Giulietti, da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS); e o professor Evaldo Ferreira Vilela, da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig).

Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here