O Comitê Intersetorial de Prevenção e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Atenção aos Refugiados e Migrantes do Amazonas, realiza, hoje (2) e amanhã (3), uma pesquisa sobre os venezuelanos em situação de rua que perambulam pela cidade.

O objetivo do trabalho será mapear as áreas de Manaus onde existe concentração desses venezuelanos sob condição de vulnerabilidade social e, em conjunto com o comitê, discutir e levantar soluções para o problema, explica a chefe do Departamento de Proteção Social e Especial da Secretaria de Estado de Assistência Social, Julieta Barbosa. “Iremos utilizar uma metodologia de aplicação de questionários por meio de aplicativo de celular de fácil operacionalização pelos pesquisadores”, disse.

Contando com a colaboração do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), responsável pela elaboração das perguntas em espanhol, o levantamento será aplicado das 20h à 00h, por cerca de 40 técnicos, que estarão fazendo abordagens em quatro áreas de maior fluxo desses migrantes, como as praças Heliodoro Balbi e da Matriz, Estação Rodoviária e rua Quintino Bocaiúva.

O Comitê Intersetorial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Atenção aos Refugiados e Migrantes do Amazonas é uma organização de deliberação coletiva, destinada à promoção de ações de atuação e defesa dos migrantes e refugiados, que conta com suporte de uma gerência institucionalizada, e integra a estrutura organizacional da Sejusc, contando com uma rede de serviços operacionalizada pelas organizações da sociedade civil. A Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) é um dos órgãos integrantes do Comitê.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here