As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Comitiva do Governo do Amazonas fará visita às instalações da Operação Acolhida em Boa Vista

Gov Agricultura

Proposta é conhecer o modelo de acolhimento realizado em Roraima para que as medidas sejam aplicadas no Estado

Uma comitiva do Governo do Amazonas, representada por membros das secretarias de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Assistência Social (Seas) e Casa Militar, embarca, nesta terça-feira (28/5), para Boa Vista, para conhecer as instalações de acolhimento dos refugiados venezuelanos na Operação Acolhida, do Governo Federal, por meio do Ministério da Defesa. A visita será sob o comando do coordenador operacional da Força-Tarefa Logística Humanitária de Roraima, general Eduardo Pazuello.

Segundo a titular da Sejusc, Caroline Braz, a proposta é conhecer mais sobre o modelo de acolhimento realizado em Roraima, para que as medidas sejam aplicadas no Amazonas, além de conseguir recursos para ações.

“Vamos visitar rodoviária de Boa Vista, posto de triagem e abrigos. Também iremos até Pacaraima, conhecer as instalações da Operação Acolhida”, adianta a titular da pasta de Justiça. “Até hoje, o Amazonas recebia interiorizados de Boa Vista e, a partir do nosso acordo com o Governo Federal, o Estado do Amazonas passará a interiorizar para o resto do país. A medida visa a inserção dessa população no mercado de trabalho”.

No último dia 20 de maio, a comitiva do general Eduardo Pazuello esteve em Manaus, em reunião com o governador Wilson Lima, para apresentar o Programa de Interiorização de Venezuelanos, que completou um ano em abril, e levou mais de 5 mil venezuelanos para 67 cidades brasileiras.

Manaus foi um dos locais que recebeu imigrantes por meio do programa de interiorização do Governo Federal. Foram estabelecidas quatro modalidades de interiorização: encaminhamento para abrigos na cidade de destino, viagem já com vaga de trabalho definida, reunião familiar e sociedade civil.

“Sob orientação do governador Wilson Lima, estamos trabalhando, desde o início da gestão, de forma integrada com órgãos municipais e estaduais, com o objetivo de solucionar as demandas relacionadas à migração e refúgio”, comenta Caroline Braz.

Operação Acolhida – É liderada pelo Ministério da Defesa, com a colaboração de órgãos estaduais e municipais, que entram com o apoio às ações do Ministério, com fornecimento de refeições, prestação de serviços de saúde, expedição de documentos e encaminhamento para os abrigos aos refugiados que queiram se fixar no Brasil. Atualmente, são 80 pessoas, entre representantes do Governo Federal, estado e município, envolvidos nas ações da operação, que foi lançada em Roraima em 2018.

FOTO: Diego Peres/Secom

você pode gostar também