A graduação exige muita dedicação e determinação do estudante, e em muitos casos pode ser vista como um período mentalmente cansativo. Após a entrega do diploma, é normal optar por tirar um tempo para descansar, mas deve-se estar ciente que o mercado de trabalho está sempre em movimento, e profissionais com mais qualificações têm mais chances de prosperidade. “Não é necessária uma pressa imediata se a pessoa sentir que, depois da faculdade, é preciso dar uma pausa para relaxar a tensão causada nos últimos anos. Isso, inclusive, é saudável. Entretanto, assim que ela se sentir preparada, deve considerar enriquecer seu currículo com qualificações que melhor se adequem ao seu perfil profissional”, aponta Rodrigo Vianna, CEO da Mappit – consultoria especializada no recrutamento de profissionais em início de carreira.

Para o momento do retorno aos estudos, Rodrigo indica três opções de cursos para o profissional decidir de acordo com o seu perfil e sua situação atual:

1. Pós-Graduação

Esse curso trata-se de um tipo de especialização, que dura entre um e dois anos, mais específica que a graduação. Enquanto a faculdade aborda o conteúdo de maneira generalizada, a pós é direcionada a um assunto pontual da profissão. “A pós-graduação é indicada ao profissional recém-chegado ao mercado, que tem preferência por um tema específico na sua área ou que vê oportunidade de crescimento dela na sua empresa, pois esse curso confere habilidades técnicas mais aprofundadas em determinado nicho”, explica Vianna. O curso tem caráter mais livre quanto à condução dos estudos, por isso requer ainda mais responsabilidade. Também é elaborado um Trabalho de Conclusão de Curso nesta modalidade.

2. Idiomas

Nem todas as pessoas tiveram o privilégio de aprender um novo idioma quando eram mais novos. Existem muitos profissionais que são altamente capacitados em sua área de especialização, porém perdem ótimas oportunidades de emprego por não possuírem fluência em outra língua além do português. Em empresas multinacionais, por exemplo, o domínio do idioma inglês é indispensável. “A língua inglesa é a comunicação em business para o mundo inteiro. Se o candidato ambiciona uma carreira em alto nível, suas habilidades devem se encaixar nas exigências de um mundo globalizado”, diz Vianna. Além do inglês, outros idiomas, como espanhol ou francês, podem ser um destaque essencial no currículo e, dependendo da origem da empresa, pode inclusive ser determinante para a contratação.

3. MBA

O Master Business Administration é um curso voltado aos profissionais que já possuem vasta experiência na sua área profissional e buscam desenvolver habilidades na área administrativa. Geralmente é buscado por empresários, executivos ou gestores. Esse curso foca na ampliação do networking profissional. “O intuito do MBA é a troca de experiências. Uma vez que os alunos já têm uma carreira estável, as aulas proporcionam entrar em contato com ferramentas da área de gestão, e proporciona debates de situações reais”, conta Vianna. Essa opção de especialização pessoalmente enriquecedora geralmente pede por um trabalho de monografia para a conclusão do curso.