Como saber quando o vendedor de carros fala a verdade?

Você quer comprar um Ford Ecosport 2020, por exemplo, e mesmo tendo toda a informação disponível na internet, prefere ir para uma concessionaria. Tudo bem, é sempre positivo conhecer o carro pessoalmente, não é verdade? Mas há alguns vendedores que disfarçam determinados problemas do veículo. Como descobrir quando falam a verdade e quando não?

Há cada vez mais concorrência no mercado de compra e venda de veículos. Além de ter uma grande variedade de marcas e modelos, como o Ford Ecosport 2020, entre outros, existem muitas concessionárias e muitos vendedores, que devem competir entre eles para conseguir vender os carros. Fora o fato que a internet é o meio mais comum hoje em dia para conseguir informação e, inclusive, para comprar carros.

Então, diante de tanta concorrência, surgem vendedores que, diante da necessidade de ter que vender, usam e abusam de técnicas que nem sempre são as mais corretas, mas que, com algumas dicas, você poderá descobrir, para então adquirir o carro que você realmente deseja e pode pagar e manter, como uma das versões Ford Ecosport.

Às vezes, pela pressa ou pela necessidade de comprar logo o veículo, alguns consumidores acabam entrando em financiamentos que, mesmo parecendo ótimos no início, acabam sendo um negócio negativo, pois com os juros e prazos, acabarão pagando um total muito mais alto no final. Do mesmo modo a oferta de garantias estendidas, que não representam nenhum benefício para o veículo comprado.

Para poder averiguar, por exemplo, o preço Ford Ecosport 2020, é possível –e aconselhável- procurar em primeiro lugar nos diversos sítios na internet, para se ter uma ideia geral. E depois, prestar atenção às seguintes dicas, para evitar cair em qualquer armadilha que depois lhe gere uma grande dor de cabeça!

Uma oferta muito boa pelo seu usado, se comprar um carro novo

Parece uma excelente oferta, mas é um meio de atrair aos consumidores para a concessionária. O vendedor poderá lhe dizer que lhe fará uma excelente oferta pelo seu carro usado, caso você compre, por exemplo, um Ford Ecosport.

Essa oferta vai ser muito difícil de acontecer, porque para isso o vendedor precisa fazer uma avaliação correta do seu carro, saber a quilometragem rodada, conhecer as características, avaliar o estado geral de manutenção, verificar a parte mecânica, o sistema elétrico, enfim, inclusive, se você o carro já sofreu um acidente.

Por esse motivo, esse tipo de oferta que parece excelente, geralmente é usada para atrair ao cliente, que acaba acreditando numa coisa que não é garantida.

O carro usado que você quer comprar não sofreu acidentes

O vendedor pode jurar de pés juntos que esse carro pelo qual você tem interesse jamais sofreu um acidente. Ele pode até mostrar documentação do Detran provando isso, mas o carro pode ter sofrido uma batida que foi logo consertada em uma oficina mecânica sem a necessidade de denúncias. Portanto, o ideal é você ver o carro junto com o seu mecânico de confiança, pois só ele poderá descobrir se o carro realmente jamais sofreu nem um único raspão.
Comprar logo, porque a oferta é por tempo limitado

Com certeza você já leu ou ouviu isso. É muito comum em lojas de roupas e até em supermercados. Mas no mercado automotivo isso não funciona: a oferta não acabará, porque o carro precisa ser vendido, assim funciona o setor automobilístico dos usados.

Cuidado com as promoções e facilidades

Vamos supor que você quer comprar um Ecosport Ford e lhe oferecem um financiamento com parcelas bem baixas, o que certamente vai atrair o seu bolso! Porém, muito cuidado, porque você acabará pagando o dobro do valor do carro. ¿Por qué? É simples: uma mensalidade barata terá uma taxa de juros alta com certeza, além de um contrato por vários anos.

Um carro com poucos quilômetros rodados

Saiba que é fácil manipular o número de quilômetros no painel do carro. Se você ouvir que o carro tem pouca quilometragem, lembre-se dessa possibilidade e não se esqueça da seguinte equação: um carro normalmente faz uma média de 10 mil quilômetros por ano. Faça as contas sobre o ano do carro que você pretende comprar, e se a média for menor ou maior, faça todas as perguntas necessárias para saber onde o carro foi usado, se fez viagens longas ou se ficou muito tempo parado na garagem. E mais uma vez: vá sempre com o seu mecânico de confiança!