Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Confederação pede prorrogação do prazo de pagamento do Pronampe

Em ofício enviado ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao presidente da Febraban, Isaac Sidney, o presidente da Confederação, José Roberto Tadros, defende a necessidade de mudança em decorrência do agravamento da crise

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em ofício enviado por seu presidente, José Roberto Tadros, na última quarta-feira (03/03), solicitou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Isaac Sidney, a prorrogação da carência para início do pagamento dos empréstimos contraídos no âmbito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

Nos documentos, Tadros mostra preocupação com o fato de o pagamento das primeiras parcelas do programa ter início em março. “As empresas, sob influência dos impactos econômicos advindos da crise da covid-19, ainda não conseguiram se recuperar, não dispondo de condições para arcar com esse compromisso neste momento”, afirma o presidente da CNC, ressaltando que o Pronampe foi determinante para garantir a sustentabilidade financeira dos estabelecimentos, permitindo a sobrevida de milhões de empresas no País frente aos graves impactos decorrentes da crise do novo coronavírus.

A CNC alerta, ainda, nos ofícios enviados, que a gravidade da pandemia e o consequente fechamento do comércio, como tem sido feito em cidades e estados brasileiros, também precisa ser levado em consideração para uma eventual prorrogação de carência. “A retomada não ocorreu conforme o previsto e continuamos experimentando as consequências e o agravamento da situação, com o retorno de medidas que incluem o fechamento de estabelecimentos”, diz trecho dos documentos.

“Corremos o risco de serem inviabilizados milhões de empreendimentos, sendo evidente que aquele cenário inicialmente previsto não mais é compatível com a realidade”, conclui José Roberto Tadros.

*Release produzido pela Gerência Executiva de Comunicação da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Gecom/CNC)

-publicidade-