A manifestação durou toda a noite - foto reprodução

A noite desta segunda-feira (22) foi bastante tensa nos municípios de Iranduba e Manacapuru. Moradores que faziam uma manifestação contra a falta de energia que atinge as cidades há quatro dias entraram em confronto com a Polícia Militar que quis por fim nos atos.

Revoltados, os moradores atearam fogo em objetos pessoais e fecharam parte da rodovia AM-070 (Manoel Urbano) que liga dos dois municípios. A Polícia Militar foi acionada e tentou impedir a mobilização dos moradores. Para afugenta-los, os policiais teriam utilizado bombas de efeito moral, balas de borracha e spray de pimenta.

“Que me desculpem aqueles que fazem parte da polícia, mas é revoltante. Se eu pudesse saía matando todo mundo. Eu podia morrer na cadeia, mas eu ia morrer feliz”, relatou uma moradora revoltada após ter a casa invadida pela polícia.

Segundo a moradora, que teve o nome preservado, os PMs invadiram a casa dela após alguns familiares, que dormiam na varanda da residência, saírem correndo.

“Eles chegam na casa das pessoas e tacam spray de pimenta na cara dos outros. Não tem o menor respeito. Eu pedindo calma para tirar as crianças da casa e eles não tiveram respeito e tacaram o spray na minha cara. Ficaram me chamando de p..a e de fr…a. É para isso que eles são treinados? Para proteger ou para xingar as pessoas enquanto os bandidos estão soltos nas ruas. Eles estão atingidos quem não tem nada a ver”, relatou a dona de casa que foi parar no hospital regional de Manacapuru junto com a mãe, uma idosa de 60 anos.

Segundo a mulher, os moradores da rua atearam fogo em pedaços de madeira e outros objetos, mas nenhum dos seus familiares teve participação na ação. Ainda assim, todos eles sofreram retaliações.

A reportagem pediu esclarecimentos à Polícia Militar sobre as denúncias. Por não ter tido acesso aos vídeos da denúncia, a corporação informou que não emitira nota. Quanto a falta de energia, a concessionária que fornece o abastecimento no Amazonas informou que o problema com o rompimento dos cabos subaquáticos está sendo resolvido e até o fim desta semana o fornecimento de luz será restabelecido.

Fogo

Em Iranduba, os manifestantes atearam fogo na frente da prefeitura. O Corpo de Bombeiros do Amazonas foi acionado e controlou o fogo. Foi necessário a atuação do major Marcos para negociar com os manifestantes.